CDS-PP critica credibilidade do PS relativamente a apoios dados à economia

O CDS-PP lembrou que vão existir 106 milhões de euros a mais de despesa de funcionamento da Secretaria Regional da Economia, e que pelos vistos isto é “propaganda política” para o PS.

O CDS-PP considerou as declarações do PS, que diz que “o Governo supostamente derramou estes milhões na economia, usou estas medidas para as empresas para propaganda, e estas verbas não chegaram às empresas”, mostram a credibilidade dos socialistas.

Na discussão na especialidade do Orçamento Regional da Madeira e do Plano e Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração da Região Autónoma da Madeira (PIDDAR), que decorre esta quarta-feira na Assembleia Legislativa da Madeira, António Lopes da Fonseca, deputado do CDS-PP, diz que basta ouvir o PS para entender que esta legislatura será uma “passadeira vermelha para o Governo”.

O centrista lembrou que vão existir 106 milhões de euros a mais de despesa de funcionamento da Secretaria Regional da Economia, e que pelos vistos isto é “propaganda política” para o PS.

Lopes da Fonseca diz que o Orçamento da Economia prevê uma linha de crédito covid-19 de 47 milhões de euros, o SI Funcionamento (17 milhões de euros), o SI transportes (10 milhões de euros), o Inicie+ (2,5 milhões de euros), o crédito apoio Madeira (dois milhões de euros).

Recomendadas

A crise pode constituir também uma oportunidade

No meio das crises há também oportunidades. A conjuntura que a Madeira enfrenta perante a desvalorização do euro face ao dólar é exemplo disso.

Madeira cria estrutura de missão para implementar Gabinete de Representação em Bruxelas

Foram ainda aprovados no Conselho de Governo três contratos-programa de desenvolvimento desportivo (CPDD) do Plano Regional de Apoio ao Desporto (PRAD) 2021/2022, de 186,4 mil euros.

Saiba como navegar na internet em segurança

Fraudes, roubos de identidade e dados, phishing, fake news, ataques a perfis, entre outros esquemas podem “atacar” os utilizadores do mundo digital caso não tomem as devidas precauções.
Comentários