CDS-PP critica “espetáculo mediático” em torno do plano de vacinação contra a Covid-19

“O espetáculo mediático da ministra [Marta Temido] com a chegada da vacina, a juntar ao envio do aviso por telemóvel a todos os portugueses, quando a maioria da população será vacinada apenas daqui a meses e quando ainda há tanto a fazer e que já devia ter sido feito, é irresponsável”, criticou o presidente do CDS-PP.

O presidente do CDS-PP condenou hoje aquilo que considerou o “espetáculo mediático” do começo do plano de vacinação contra o vírus SARS-CoV-2, nomeadamente pela ministra da Saúde, além da SMS da Proteção Civil aos portugueses.

“O espetáculo mediático da ministra [Marta Temido] com a chegada da vacina, a juntar ao envio do aviso por telemóvel a todos os portugueses, quando a maioria da população será vacinada apenas daqui a meses e quando ainda há tanto a fazer e que já devia ter sido feito, é irresponsável e induz uma sensação triunfal que é falsa”, afirmou o presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, numa nota enviada à comunicação social.

Contudo, o líder dos democratas-cristãos reconheceu que “é um marco de felicidade e de esperança”, embora não sendo “o fim do vírus” que tem provocado a pandemia de covid-19.

“Nem sequer é o princípio do fim. É, talvez, o fim do princípio que nos levará à vitória final. Até lá, separam-nos longos meses de resistência, em que se espera que a nossa administração pública esteja à altura da execução da complexa e gigante operação de vacinação”, concluiu.

O plano nacional de vacinação contra a covid-19 arrancou hoje no Hospital de São João, no Porto, com o médico infecciologista António Sarmento a receber pelas mãos da enfermeira Isabel Ribeiro a primeira dose.

Sábado chegou a Portugal um primeiro lote com 9.750 vacinas, desenvolvidas pela Pfizer-BioNTech, destinado aos profissionais de saúde dos centros hospitalares universitários do Porto, São João, Coimbra, Lisboa Norte e Lisboa Central.

O primeiro lote de vacinas será reforçado com a antecipação da entrega de mais 70.200 doses, que têm chegada prevista para segunda-feira, elevando o total disponível para administração até ao final do ano para 79.950 vacinas, segundo o Ministério da Saúde.

Em Portugal, morreram 6.556 pessoas dos 392.996 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Relacionadas

“Este dia é importantíssimo”. Bastonária dos Enfermeiros elogia início da vacinação pelos profissionais de saúde

Em declarações à RTP, após ter-se juntado à ministra da Saúde, Marta Temido, em Coimbra no primeiro dia de vacinação em Portugal, esta responsável considerou ser “importantíssimo este dia de arranque da vacinação e que o mesmo comece pelos profissionais de saúde”.

Bastonário dos médicos: “Não tive a mínima hesitação em me apresentar para ser vacinado”

Miguel Guimarães, enquanto profissional de saúde, foi um dos convocados para a primeira fase do processo de vacinação contra a Covid-19. “O efeito da vacina vai-se sentir mais tarde, quando cerca de 70% da população estiver vacinada”, advertiu o médico.

“Dia de alento e esperança”. António Costa saúda arranque do plano de vacinação contra a Covid-19

Através de uma publicação na rede social “Twitter”, o chefe do Governo considera que este será um “dia de alento e esperança que nos dá força para continuar a trabalhar com a mesma determinação”.
Recomendadas

Conferência do Jornal Económico debate os grandes temas de 2023

O auditório principal do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) recebeu na passada sexta-feira, 16 de setembro, a conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Primeiro-ministro espanhol testou positivo à Covid-19

Sánchez não disse se estava a sentir-se doente ou se iria cancelar outros compromissos na próxima semana.

Portugal registou 18.315 mil casos e 37 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções em comparação à semana anterior.
Comentários