Cellnex compra conjunto de ativos da NOS Technology

A On Tower Portugal notificou a Autoridade da Concorrência da aquisição do controlo exclusivo sobre um conjunto de ativos da NOS, lê-se no site da AdC.

Edifício-sede da NOS, em Lisboa

A On Tower Portugal notificou a Autoridade da Concorrência da aquisição do controlo exclusivo sobre um conjunto de ativos da NOS, lê-se no site da AdC.

A On Tower Portugal é do grupo Cellnex e propõe-se comprar um pequeno acervo de ‘macro-sites’ da operadora de telecomunicações liderada por Miguel Almeida.

A “subsidiária da CLNX Portugal, filial portuguesa do Grupo Cellnex, um operador europeu que se dedica principalmente à atividade de instalação e gestão de infraestruturas passivas de suporte a redes de telecomunicações sem fios”, comprou sujeita a autorização um “conjunto de ativos atualmente detidos pela NOS Technology correspondentes a infraestruturas passivas para alojamento de equipamentos da rede móvel (macro-sites)”.

Atualmente, em Portugal, a Cellnex detém e explora, através da Omtel, a ON Tower Portugal, a InfraTower e Hivory Portugal, e mais de 5 mil macro-sites.

O pedido de autorização foi desencadeado a 31 de maio.

Recomendadas

Os desafios e constrangimentos de Christine Ourmières-Widener no primeiro ano

Christine Ourmières-Widener cumpre este sábado um ano como presidente executiva da TAP, um período marcado pelos desafios e constrangimentos da execução do plano de reestruturação, um compromisso que assumiu no primeiro dia.

PremiumAuditoria ao Novobanco há meses à espera do Parlamento

A terceira auditoria da Deloitte ao Novobanco foi entregue aos deputados em abril, mantendo-se como confidencial de forma provisória. Desde então, o tema não voltou a ser discutido.

Operação da TAP em níveis de 2019 mas conflitos laborais ameaçam verão

As dificuldades nas negociações entre a TAP e os sindicatos, numa altura em que o tráfego está próximo de níveis de 2019, ameaçam perturbar a operação no verão, com as estruturas a darem indicações de que poderão convocar greves.
Comentários