Centeno defende que pico da inflação decorrerá este ano

O Governador do Banco de Portugal apontou que os últimos indicadores podem ser lidos com algum ânimo. Em novembro, o Índice De Preços no Consumidor (IPC) recuou 9,9%.

O Governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, defendeu que o pico da inflação deverá decorrer ainda este ano, ao mesmo tempo que acredita que em 2023 possa existir uma revisão em baixa das taxas Euribor.

“Tudo indica e estes últimos indicadores mais recentes, desse ponto de vista, podem ser lidos com algum ânimo que se possa estar a atingir o pico da inflação nestes quatro trimestres”, disse Centeno à “Rádio Renascença”.

A 30 de novembro, o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou que a taxa de variação homóloga do Índice De Preços no Consumidor (IPC) recuou 9,9% em novembro, face aos 10,1% de outubro.

Relativamente à prestação da casa, o Governador referiu que “não é de excluir que possa existir uma revisão em baixa já ao longo do ano de 2023 das Euribor que pagamos”.

Na terça-feira, a taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, avançou para 2,443%, mais 0,007 pontos e um novo máximo desde janeiro de 2009.

Recomendadas

Ligações ferroviárias de Lisboa a Corunha e Madrid entre projetos apoiados pela UE

O executivo comunitário anunciou hoje que escolheu 10 projetos-piloto que apoiará para estabelecer novos serviços ferroviários ou melhorar os já existentes, apontando que, no seu conjunto, “irão melhorar as ligações ferroviárias transfronteiriças em toda a União Europeia, tornando-as mais rápidas, mais frequentes e mais acessíveis”.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.

“Temos o melhor pipeline de sempre em oportunidades de negócio”, salienta CEO da Webhelp Portugal

O crescimento desta empresa que proporciona serviços de apoio ao cliente, permite aumentar o investimento e criar ainda mais postos de trabalho, de acordo com Carlos Moreira, o administrador da Webhelp em Portugal, no podcast “JE Entrevista”.
Comentários