Centro Hospitalar de Coimbra implantou o primeiro “coração artificial”

Trata-se de uma nova opção terapêutica para doentes em insuficiência cardíaca terminal.

hospital de Coimbra

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) implantou o seu primeiro “coração artificial”, o ‘HeartMate’, que constitui uma nova opção para doentes em insuficiência cardíaca terminal, foi hoje anunciado.

A cirurgia, num homem de 69 anos, decorreu no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), no Serviço de Cirurgia Cardiotorácica e Transplantação de Órgãos Torácicos (CCTOT).

Trata-se de uma nova opção terapêutica para doentes em insuficiência cardíaca terminal e não candidatos a transplantação cardíaca, sublinha o CHUC, numa nota enviada hoje à agência Lusa.

“Existem outros dispositivos de assistência cardíaca, mas o ‘HeartMate’, sendo portátil e intracorpóreo, permite ao doente ter uma capacidade funcional e autonomia próximo do normal”, afirma, citado na nota de imprensa, o diretor do serviço de CCTOT, David Prieto.

“Este dispositivo aspira o sangue do ventrículo esquerdo e injeta-o diretamente na aorta ascendente, o doente apenas tem de recarregar e substituir as baterias que mantêm esta “bomba a funcionar””, explica.

A intervenção, realizada a um homem de 69 anos, foi liderada pelo diretor do serviço, David Prieto, em colaboração com Gonçalo Coutinho e Carlos Branco, com o apoio de uma equipa de médicos do Hospital Universitário de Bellvitge, de Barcelona (Espanha).

O CHUC destaca ainda o trabalho desenvolvido com a Unidade de tratamento de insuficiência Cardíaca Avançada (UTICA), do Serviço de Cardiologia do CHUC, liderado pelas médicas Fátima Franco e Susana Costa.

Apesar de o Serviço de CCTOT ser aquele que tem o maior número de transplantes cardíacos em Portugal, nem sempre a “implantação de um coração de um dador é a melhor solução para esta doença tão complexa e debilitante”, sublinha.

O diretor do serviço de CCTOT, David Prieto, adianta ainda que no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra “são realizados, por ano, cerca de 20 transplantes cardíacos e, enquanto alguns doentes aguardam por um coração compatível, outros poderão agora receber um “coração artificial” e beneficiar desta nova opção terapêutica”.

Recomendadas

Vacina experimental contra várias estirpes de gripe pode proteger contra pandemias

Uma vacina experimental contra 20 subtipos de gripe conferiu uma ampla proteção contra estirpes letais do vírus, antevendo-se que possa ser usada como medida preventiva de futuras pandemias da doença, indica o estudo hoje divulgado.

Novo hospital do Oeste deverá reduzir em 237 milhões os gastos por ano em sistemas privados

O novo hospital do Oeste deverá aliviar outros hospitais de mais de 600 mil consultas e 14 mil internamentos e poupar aos utentes que recorrem ao privado 237 milhões de euros por ano, conclui um estudo encomendado pelos municípios.

Covid-19: Transmissão do vírus está no limiar de 1,00 e média de casos baixa para 749

O índice de transmissibilidade (Rt) do vírus que provoca a covid-19 está no limiar de 1,00 em Portugal e a média de infeções baixou para os 749 casos diários, anunciou hoje o Instituto Ricardo Jorge (INSA).
Comentários