CEO da Whitestar: “Ser Top Employer em Portugal faz parte dos nossos objetivos estratégicos”

A Whitestar Asset Solutions que opera em Portugal na gestão de Crédito e Imobiliário, foi certificada, pelo quarto ano consecutivo, empresa Top Employer Portugal.

Cristina Bernardo

A Whitestar Asset Solutions que opera em Portugal na gestão de Crédito e Imobiliário, foi certificada, pelo quarto ano consecutivo, empresa Top Employer Portugal.

A este propósito o CEO da empresa Marco Freire diz que “este reconhecimento é muito importante, faz parte dos nossos objetivos estratégicos, atesta a qualidade dos nossos processos e complementa o elevado grau de satisfação dos nossos colaboradores e restantes stakeholders”.

Com esta certificação, a Whitestar reforça o estatuto de empresa e empregador de referência em Portugal.

Este reconhecimento é atribuído pelo Top Employer Institute, uma instituição global que já reconheceu quase 1.900 empresas, oriundas de mais de 120 países, pelas suas práticas de recursos humanos e comunicação.

“Temos trabalhado muito o bem-estar dos nossos colaboradores nos últimos quatro anos, bem como o repensar de práticas e modelos de gestão de pessoas, para maior alinhamento com a estratégia da empresa e as melhores práticas de mercado, pelo que para a certificação deste ano quisemos escolher uma mensagem que se adequasse na perfeição”, diz Inês Pimentel, diretora de Recursos Humanos da Whitestar.

A gestora de recursos humanos invocaa figura geométrica do quadrado, quando diz que “quatro lados iguais, quatro anos, quatro valores pelos quais nos regemos, estando no seu interior (do quadrado) os nossos Colaboradores que são fundamentais para o sucesso da Whitestar”. É por isso que “chamamos a esta campanha o Quadrado Perfeito”, explica Inês Pimentel.

Para alcançar esta certificação, a Whitestar sujeitou-se a auditorias rigorosas, que têm como objetivo analisar e avaliar mais de 600 processos e políticas relacionadas com cultura organizacional, promoção do talento, progressão de carreira, condições de trabalho, tecnologia e comunicação, entre outros.

 

Recomendadas

Coverflex arrecada 15 milhões e expande-se até Itália

Além da aposta no mercado italiano, um com a taxa de transações mais elevada da Europa, a Coverflex vai também expandir a equipa para mais de 150 trabalhadores.

Premier League pulveriza ligas europeias ao atingir novo recorde (com a ajuda de Enzo e Porro)

Só o Chelsea gastou mais dinheiro em janeiro do que todos os clubes na Bundesliga, La Liga, Serie A e Ligue 1.

Tecnológicas em apuros. PayPal anuncia despedimentos e Intel reduz salários

PayPal e Intel não resistiram à onda de despedimentos e cortes de salários que tem assolado as tecnológicas com grande preponderância desde o início do ano. Se janeiro levou quase 70 mil empregos no setor tecnológico, fevereiro deverá seguir a mesma tendência.
Comentários