Cerca de 16 mil clientes entraram no mercado livre de eletricidade em outubro

No décimo mês do ano, “29.250 clientes passaram a ser fornecidos por um comercializador do mercado livre”, o que representa uma média diária de cerca de 944 clientes e um consumo anualizado de 122 gigawatts, de acordo com a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Mais de 4,94 milhões de consumidores estavam no mercado livre de eletricidade no final de outubro, um aumento de cerca de 16 mil clientes face a setembro (+5,3%), segundo a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

De acordo com o relatório sobre o mercado liberalizado da eletricidade nos primeiros 10 meses do ano divulgado hoje pela ERSE, “a quase totalidade dos grandes consumidores está já no mercado livre”, ao passo que “a percentagem de domésticos continua a aumentar”.

Em outubro, cerca de 84% do consumo total do segmento doméstico estava no mercado livre de eletricidade, uma proporção acima dos 80% registados no final de setembro.

No décimo mês do ano, “29.250 clientes passaram a ser fornecidos por um comercializador do mercado livre”, o que representa uma média diária de cerca de 944 clientes e um consumo anualizado de 122 gigawatts.

Quanto aos 13.328 clientes que saíram do mercado livre de eletricidade, o seu consumo foi de 54 Gwh, tendo correspondido “a saídas sem contrato na sua quase totalidade, quer em número de clientes, quer em termos de consumo”.

Assim, em termos globais, o mercado liberalizado de eletricidade “representou cerca de 93% do consumo total em Portugal Continental em outubro de 2017”, o que se traduz num aumento em cerca de 1,6 pontos percentuais do peso relativo do mercado liberalizado face ao período homólogo e em termos de consumo abastecido.

O consumo anualizado em mercado livre ascendeu a 41.751 gigawatts em outubro de 2017 (consumo médio em 12 meses atribuído a clientes no mercado liberalizado no último dia do mês), “uma redução de 70 GWh face a setembro”.

Relativamente às quotas de mercado, a EDP Comercial “manteve a sua posição como principal operador no mercado livre em número de clientes (84%) e em termos de consumo (43%)”, ainda que tenha registado uma “quebra de quota em consumo face ao mês anterior de 0,1 pontos percentuais”.

A Endesa, por seu lado, manteve a liderança no segmento de clientes industriais (29%), enquanto a Iberdrola (25%) continua a liderar o segmento dos grandes consumidores.

Relacionadas

Mau tempo: Mais de 800 operacionais no terreno para reparar cerca de 100 linhas elétricas

A EDP Distribuição indica que 850 operacionais estão no terreno para tentar reparar a rede de energia elétrica em todo o país, devido aos estragos causados pela tempestade “Ana”.

Governo publica valores indicativos da capacidade de receção de energia elétrica disponível

“Para responder ao forte interesse manifestado pelos promotores nacionais e internacionais e agilizar todas as intenções firmes de investimento, o Orçamento de Estado para 2018, agora aprovado, contempla uma norma que prevê um mecanismo de sorteio destinado a garantir a ligação destas centrais à rede elétrica, até ao limite da capacidade disponível na zona de rede respetiva”, diz o comunicado de Jorge Seguro Sanches.
Recomendadas

Dívida pública federal dos EUA supera 31 biliões de dólares

Aproximando-se do limite legal de 31,4 biliões – um limite artificial colocado pelo Congresso à capacidade de endividamento do governo federal -, a dimensão da dívida confronta uma economia que enfrenta uma inflação elevada, taxas de juro em crescendo e um dólar forte. 

Moldova mantém neutralidade mas irá fortalecer a cooperação com a NATO

A Moldova manterá a neutralidade, mas aprofundará a sua cooperação com a NATO para garantir a sua capacidade defensiva, declarou hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros da Moldova, Nicu Popescu.

Espanha e Alemanha reúnem-se em cimeira pela primeira vez desde 2013

Espanha e Alemanha celebram na quarta-feira a primeira cimeira bilateral em nove anos, que coincide com um momento de sintonia entre os dois executivos em projetos como o do gasoduto para ligar a Península Ibérica à Europa central.
Comentários