Cerca de 500 líderes mundiais marcam presença no funeral da rainha Isabel II

Marcelo Rebelo de Sousa, Joe Biden, Emmanuel Macron e Ursula von der Leyen estão entre os líderes presentes no funeral da rainha.

Esta segunda-feira estão em Londres perto de 500 líderes mundiais para o funeral de Isabel II. Marcelo Rebelo de Sousa, Joe Biden, Emmanuel Macron e Ursula von der Leyen foram alguns dos representantes que prestaram na tarde de domingo homenagem à monarca.

Em Londres, o Presidente da República viu-se obrigado a explicar que a História e protocolos justificam os dias de luto pela rainha. “Foi uma homenagem não apenas a Sua Majestade, a Rainha Isabel II, mas ao papel histórico em momentos cruciais do Reino Unido. Primeiro da Inglaterra, depois do Reino Unido, trabalhando pela nossa independência no século XIV, voltando a trabalhar no século XVII. Uma parte da nossa independência deve-se a este país”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.

Por sua vez, também o presidente dos EUA prestou tributo à rainha Isabel II em Westminster Hall, onde o caixão com os restos mortais da monarca tem estado em câmara ardente.

O presidente dos EUA, Joe Biden, foi um dos que assinou o livro de condolências e partilhou algumas memórias.

“Quando a rainha nos levou ao castelo para tomar chá, ofereceu-nos bolos, e cada vez mais e mais, e eu comi tudo o que ela me pôs à frente. Mas ela era assim,  exatamente ela própria: decente, honrada e atenta ao dever”, sublinhou o presidente dos EUA, segundo a “Euronews”.

Em comunicado, a Casa Branca já tinha dito que “num mundo em constante mudança, ela era uma presença constante e uma fonte de conforto e orgulho para gerações de britânicos, incluindo muitos que nunca conheceram o país sem ela. Existe uma admiração duradoura pela rainha Isabel II uniu as pessoas em toda a Commonwealth. As sete décadas do seu reinado histórico testemunharam uma era de avanço humano sem precedentes e o avanço da dignidade humana”.

Por sua vez, Emannuel Macron, que também esteve no funeral, assinalou a morte da monarca no Twitter. “Para vós ela era a vossa rainha. Para nós era a Rainha. Ela ficará connosco para sempre”, escreveu.

Além disso, no domingo, o presidente francês e a sua esposa Brigitte entregaram ao rei Charles um livro de fotos que comemora as visitas da rainha à França, disse a “Reuters”. Na ocasião, Emmanuel Macron, o presidente francês, admitiu que veio despedir-se de “uma amiga de França”.

Charles Michel, o presidente do Conselho Europeu, ou Ursula von der Leyen, a presidente da Comissão Europeia, também passaram por Westminster, para prestar uma última homenagem a Isabel II.

A representar a Irlanda estiveram o presidente, Michael Higgins, e o primeiro-ministro, Micheál Martin.

Deram igualmente um adeus definitivo à rainha o primeiro-ministro da Ucrânia, Denys Shmygal, e a primeira-dama, Olena Zelenska.

O funeral de Isabel II realiza-se esta segunda-feira.

Recomendadas

Conheça algumas das citações mais emblemáticas de Isabel II

“Declaro diante de todos vós que toda a minha vida, seja longa ou curta, será dedicada ao vosso serviço e ao serviço da nossa grande família imperial à qual todos pertencemos”, é uma das frases mais marcantes da rainha, que foi proferida no seu 21.º aniversário.

🔴 Em direto. Acompanhe o último adeus a Isabel II

Decorrem as cerimónias fúnebras da monarca britânica, após dez dias de luto. Centenas de líderes mundiais marcam presença no funeral de Isabel II, que morreu no dia 9 de setembro, aos 96 anos. Acompanhe em direto.

Reino Unido. Feriado encerra supermercados e lojas para o funeral de Isabel II

Segundo o economista Samuel Tombs, o resultado desta paralisação poderá resultar numa redução de 0,2% do Produto Interno Bruto em setembro. Simon French, do banco de investimento Panmure Gordon, disse à revista Economista que o feriado poderá custar 2.000 milhões de libras (2.300 milhões de euros) em receitas perdidas.
Comentários