Cerca sanitária em freguesias de Odemira. Autarquia pede medidas de apoio “imediatas” às empresas locais

Além dos apoios, o presidente de Odemira apelou ao reforço da vacinação. “Lutamos pela abertura da economia sem restrições em todo o território do concelho embora conscientes das dificuldades que evidenciavam algumas zonas deste mesmo território”, disse.

Mariscal/EPA via Lusa

O presidente da Câmara Municipal de Odemira, José Alberto Guerreiro, pediu esta sexta-feira, em conferência de imprensa, medidas de apoios “imediatas para o tecido económico local”, depois de o Governo ter definido cerca sanitária para duas freguesias do concelho.

José Alberto Guerreiro reivindicou “a tomada de medidas imediatas para o tecido económico local privado de desenvolver esta atividade económica”. Além dos apoios, o presidente de Odemira apelou ao reforço da vacinação.

Aos jornalistas, José Alberto Guerreiro explicou que junto do Governo sempre manifestou “a posição de que existiam condições objetivas para um de confinamento geral do concelho face às ultimas descidas e algo acentuadas do número de casos de infeção e ou incremento da taxa de vacinação nos últimos 14 dias”.

“Lutamos pela abertura da economia sem restrições em todo o território do concelho embora conscientes das dificuldades que evidenciavam algumas zonas deste mesmo território, conhecidas de todos”, sublinhou Guerreiro, acrescentando que, apesar dos esforços, o Governo determinou cerca sanitária à freguesias de São Teotónio e de Longueira-Almograve.

O Governo avançou com requisição civil na autarquia, conforme noticiou o Jornal Económico. “O primeiro ministro anunciou a requisição civil do hotel Zmar sendo este utilizado para a possível colocação de infetados, de indivíduos em quarentena ou mesmo de populações com dificuldades de alojamento”, explicou José Alberto Guerreiro.

“Hoje mesmo em reunião realizada pela manhã que a pousada de Almograve será definida para a eventual alojamento de infetados sendo o Zmar utilizado para indivíduos com necessidade de quarentena profilática ou indivíduos que eventualmente possam vir de se deslocar para lá”, completou.

No despacho do Governo, divulgado esta sexta-feira, onde é confirmada a requisição civil, o executivo de António Costa aponta que a situação no município de Odemira apresenta uma “particular gravidade, com uma incidência cumulativa a 14 dias superior a 560 casos por 100 mil habitantes à data de 28 de abril”.

Relacionadas

Governo avança para requisição civil depois de “falta de acordo” com Zmar em Odemira

Tal como o Jornal Económico avançou, o Governo vai usar esta unidade hoteleira para isolar pacientes infetados com Covid-19. O Executivo decidiu avançar para a requisição depois de não ter conseguido chegar a acordo com a unidade hoteleira. Proprietários contra a decisão.

Governo quer avançar com requisição civil do Zmar. Proprietários estão contra

O Executivo pretende avançar com requisição civil do Zmar Eco Experience, em Odemira, para alojar doentes com a Covid-19 que em confinamento obrigatório e isolamento profilático nesta região do litoral alentejano com maior taxa de incidência de casos ao nível nacional. Proprietários privados de bungalows de eco resort tomaram conhecimento com “grande inquietação” por meio do administrador da insolvência da empresa que explora o Zmar.
Recomendadas

Inflação pode retirar competitividade às empresas portuguesas

Responsável da Fundação AIP considera que os custos nos transportes, aliados ao atual quadro político poderá levar a que esta não seja a melhor altura para o sector empresarial se expandir para os mercados mais longínquos. Investir na vertente digital é outro dos desafios.

Exportações. Desafio será “consolidar esta tendência de crescimento”

As exportações pesam cada vez mais no PIB nacional, refere o administrador do grupo ETE Logística, mas para consolidar a tendência de crescimento e contornar os desafios de 2023 há que diversificar mercados, avisa.

Reporte de temas financeiros vai exigir novas competências

Tema da sustentabilidade traz desafios à área da Contabilidade como criar modelos de ‘report’ para um tecido empresarial dominado por microempresas. Ensino superior reforça resposta com novas aprendizagens.
Comentários