CGD diz que custos regulamentares subiram 25% para 80,5 milhões

Paulo Macedo, CEO da CGD, questionado na conferência de imprensa de apresentação dos resultados semestrais sobre o imposto extraordinário criado em Espanha sobre a margem e comissões dos bancos, lembrou que em Portugal os bancos pagaram contribuições extraordinárias mesmo quando tiveram prejuízos.

A Caixa Geral de Depósitos pagou 80,5 milhões de euros este semestre por conta dos custos regulamentares de 2022, dos quais 37,1 milhões de euros de contribuições extraordinárias. Os restantes 43,4 milhões de euros são custos de supervisão e regulação. Aqui 24,7 milhões de euros dizem respeito ao Fundo Único de Resolução (europeu) e 13 milhões foram o custo com o Fundo de Resolução nacional que tem os encargos do Novobanco e Banif.

Nas contribuições extraordinárias, que totalizam 37,1 milhões, 31,4 milhões de euros dizem respeito à contribuição sobre o setor bancário criada em 2011. O adicional de solidariedade custou à CGD de 5,7 milhões.

Estes custos regulamentares foram em 25% superiores a junho de 2021.

Paulo Macedo, CEO da CGD, questionado na conferência de imprensa de apresentação dos resultados semestrais sobre o imposto extraordinário criado em Espanha sobre a margem e comissões dos bancos, lembrou que em Portugal os bancos pagaram contribuições extraordinárias mesmo quando tiveram prejuízos.

O CEO da CGD disse que as taxas de juro vão aumentar, “mas com certeza não é com uma Euribor a 1,9% ou 2% que os lucros vão ser excessivos”.

“Os lucros excessivos da Caixa até agora foram zero”, disse Paulo Macedo. “A recuperação de crédito vencido não é lucro excessivo”, acrescentou. O presidente da CGD frisou que os juros apesar de subirem continuam num terreno anormalmente baixo.

A CGD teve um resultado líquido de 486 milhões de euros suportado na melhoria do custo do risco (-0,58 pb). A subida de 65% dos lucros originou uma rentabilidade (ROE) de 10,6%.

Relacionadas

Lucros da CGD sobem para 486 milhões de euros no primeiro semestre

Os lucros do banco liderado por Paulo Macedo cresceram 65% no primeiro semestre, em comparação com o mesmo período do ano passado. Uma evolução que reflete um menor custo do risco de crédito e o contributo da atividade internacional.
Recomendadas

Sindicato denuncia que administração da Caixa quer fechar mais 23 agências (com áudio)

O banco estatal registou lucros de 486 milhões no primeiro semestre de 2022. Sindicato recorda que a CGD já encerrou mais de 300 agências em Portugal.

Banco do Brasil regista lucro recorde no primeiro semestre

O banco público, cujas ações são negociadas na bolsa de São Paulo, atribuiu o seu resultado histórico semestral ao salto na carteira de empréstimos graças à recuperação económica a que o país tem assistido até agora este ano.

Autoridade da Concorrência de Itália aplica multa de 5 milhões à Generali e UnipolSai

A AGCM acusou as duas empresas de “conduta enganosa e agressiva” por “atenderem tardiamente, no que se refere aos prazos estabelecidos pela regulamentação do setor, a inúmeras instâncias” apresentadas por clientes.
Comentários