CGD garante que estiveram operacionais mais de 90% das agências no primeiro dia de greve

Além da estabilidade na operação, o volume de transação processadas durante o dia de hoje foi 20% superior ao desta quarta-feira, garante a CGD.

No dia em que o Sindicato de Trabalhadores das Empresas do grupo Caixa Geral de Depósitos (STEC) estiverem em greve, a CGD assinala que estiveram abertas ao mais de 94% das agências e a totalidade dos gabinetes da caixa, descartando o parecer dos sindicatos que caracterizaram a adesão à greve como “sucesso”.

De acordo com o comunicado divulgado esta quinta-feira, a CGD frisa que além da estabilidade na operação, o volume de transação processadas durante o dia de hoje foi 20% superior ao desta quarta-feira. “Isto numa altura em que muitos colaboradores estiveram ausentes pelo período de férias e tolerância de ponto, para além das ausências por isolamento profilático ou assistência à família”, informa a nota.

Apesar do sindicato estar em greve, a CGD garante que as negociações com os sindicatos “não estão encerradas” e que “vão continuar”.

“A Caixa [Geral de Depósitos] continuará a ser gerida de forma profissional, sempre com os colaboradores, de forma a cumprir o seu papel, em concorrência com os restantes bancos, como banco português e de capitais públicos, mas de forma sustentável e sem pedir repetidamente esforços adicionais aos contribuintes portugueses”, reage o comunicado.

Esta manhã, a administração da CGD fez um primeiro balanço do primeiro de dois dias de greve do STEC que hoje decorre no banco do Estado. Desde logo lembrou que a “tabela de remuneração da Caixa é muito superior à dos bancos concorrentes”.

O banco liderado por Paulo Macedo, em resposta às reivindicações dos trabalhadores, disse que a massa salarial da Caixa Geral de Depósitos teve aumento em 2021 superior a 1,1% e que “com a atual proposta da Caixa para tabela salarial, o aumento ficará em 1,5%”.

Relacionadas

CGD responde à greve: “Tabela de remuneração da Caixa é muito superior à dos bancos concorrentes” (com áudio)

A CGD destacou em comunicado que tem maior tabela salarial e os maiores encargos com o Fundo de Pensões, “com condições únicas no país”, em resposta à greve de hoje dos trabalhadores convocada pelo sindicato STEC.

Trabalhadores da CGD em greve hoje e sexta-feira contra proposta “insultuosa” de atualização salarial (com áudio)

Os trabalhadores da CGD estão em greve esta quinta e sexta-feira contra a proposta de atualização salarial feita pela administração do banco, num protesto convocado pelo Sindicato de Trabalhadores das Empresas do grupo CGD (STEC).

Sindicato dos trabalhadores da CGD convocam greve para 30 e 31 de dezembro

“Com o aumento proposto pela CGD os trabalhadores continuarão a perder poder de compra, o que sucede desde 2010, dado que desde esse ano apenas ocorreram três atualizações salariais na Empresa a que acresce os 4 anos de carreira (2013-2016) completamente apagados”, aponta o STEC.
Recomendadas

IGCP realiza na quarta-feira leilões de dívida a três e nove anos de até 1.000 milhões de euros

O IGCP anunciou hoje que vai realizar em 12 de outubro dois leilões de Obrigações do Tesouro (OT) a três e nove anos com montante indicativo entre 750 e 1.000 milhões de euros.

Credit Suisse recompra dívida própria no montante de 3 mil milhões

O Credit Suisse anunciou que irá comprar 3 mil milhões de francos suíços (3.094 milhões de euros) de dívida própria até meados de novembro. Entretanto a agência de rating Moody’s prevê que o Credit Suisse vai fechar este ano com prejuízos de 3 mil milhões de dólares o que pressionará o seu rácio de capital CET1.

PremiumCaixaBI põe a mira nas PME para fusões e aquisições

A instabilidade na economia e nos mercados traz riscos, mas também oportunidades, abrindo a porta a mais fusões e aquisições. Esta é a visão do CaixaBI, que está a abordar empresas nacionais mais pequenas que queiram crescer cá dentro ou lá fora.
Comentários