Charlie Munger diz que geração Z vai ter dificuldades em acumular riqueza

Face à evolução dos custos de vida e do aumento da inflação, o braço direito de Warren Buffet alertou para as dificuldades que a geração Z vai ter em matéria de acumulação de riqueza.

Charlie Munger, o braço direito de Warren Buffett, que gere investimentos há muitos anos diz que nunca foi tão difícil para os jovens acumularem riqueza.

De acordo com a “CNBC”, em fevereiro, na reunião anual da editora Daily Journal Corporation, Munger afirmou que navegar com sucesso no mundo dos investimentos tornou-se muito mais difícil nas últimas décadas, isto atendendo também ao aumento dos custos de vida e a inflação que continua a pesar sobre as economias.

“Vai ser muito mais difícil para a geração que terminou agora a faculdade de ficar e acumular riqueza”, disse Munger.

Na segunda-feira, o empresário demitiu-se do cargo de presidente do “Daily Journal” embora continue como diretor da empresa, e vice-presidente de longa data do fundo de investimento de Warren Buffett, Berkshire Hathaway.

Dois anos depois de Munger se ter tornado vice-presidente da Berkshire Hathaway, em 1980, o preço mediano de uma casa no estado da Califórnia era de 80 mil dólares. No ano passado o preço mediano das casas na Califórnia passou os 800 mil dólares pela primeira vez, de acordo com a Califórnia Association of Realtors.

O milionário diz, no entanto, que isto não significa que os jovens não possam lucrar com investimentos inteligentes. Na reunião de acionistas da Berkshire Hathaway para 2020, Buffett sugeriu evitar ações únicas em prol do S&P 500, um fundo de índice de baixo custo que detém 500 das maiores empresas dos EUA. Munger tem atualmente 98 anos e a sua fortuna está avaliada em 2,7 mil milhões de dólares (2,4 mil milhões de euros).

Recomendadas

Mario Draghi deixa cimeira da NATO para tentar resolver tensões no governo italiano

O primeiro-ministro italiano deixou a cimeira da NATO em Madrid para regressar a Roma e presidir quinta-feira a uma reunião do Conselho de Ministros em pleno clima de tensão política.

Canábis: estudo revela riscos de consumo recreativo

Causa sérios riscos de hospitalização por problemas físicos e mentais, pelo que “não é tão positivo e seguro como se possa pensar”, diz o autor do estudo, professor assistente e investigador na Universidade de Toronto.

CEO deixa empresa de 65 mil milhões para ir para a “praia e não fazer nada”

Formica, que está no Reino Unido há quase três décadas, disse em entrevista que a sua saída se deve a “motivos pessoais”, incluindo o desejo de estar mais perto dos pais já idosos. Planeia voltar para a Austrália, o seu país natal.
Comentários