ChatGPT: um chatbot de inteligência artificial

O ChatGPT é um chatbot que responde a qualquer pedido: responde a perguntas, escreve textos elaborados, poesia e até código de programação.

 

O ChatGPT (Chat Generative Pre-trained Transformer) é um robô conversacional com inteligência artificial que responde, com uma capacidade impressionante, a qualquer pedido. Criado pela OpenAI para interagir de forma conversacional, este software responde a perguntas, escreve textos elaborados, poesia e até código de programação. 

Tudo isto é possível através de um grande volume de dados de fontes como livros, artigos e mais de 8 milhões de páginas web, que permitem a este chatbot ter um vasto conhecimento sobre a sociedade.

Com toda esta informação e conhecimento, o ChatGPT passou, por exemplo, num exame de direito sem qualquer dificuldade, respondendo a 21 perguntas técnicas, algumas delas com contexto moral.  

Ainda um protótipo, o ChatGPT pode vir a ter várias utilizações no futuro. Por exemplo, pode ser integrado em plataformas de e-commerce para dar informações sobre produtos, automatizar o atendimento em serviços online ou escrever conteúdos. 

Na primeira semana em que foi disponibilizado ao público geral, mais de 1 milhão de pessoas testaram este chatbot, que está acessível em chat.openai.com

Fundada em 2015, como uma empresa de investigação na área de inteligência artificial, a OpenAI é também a criadora do DALLE 2, um software que cria imagens e obras de arte realistas a partir de uma descrição escrita.

 

Artigo original publicado em SuperToast by INSTINCT.
Também disponível em Newsletter e Podcast.

Recomendadas

Premium“Vamos continuar a trabalhar as duas marcas em separado”

Neves e Almeida e CEGOC vão trabalhar em autonomia e com equipas de gestão próprias, mantendo a identidade de cada marca.

Moçambique/Ataques: TotalEnergies pede avaliação a especialista humanitário

A petrolífera quer saber se há condições para retomar o projeto de exploração de gás que estava a construir na região.

CP alerta para perturbações na circulação entre 8 e 17 de fevereiro devido a greves

A empresa indicou também que a informação será atualização, caso venham a ser definidos serviços mínimos pelo Tribunal Arbitral.
Comentários