Montepio: ”cheque” de 75 mil euros em risco de ser devolvido à Santa Casa

A Santa Casa da Misericórdia não terá como justificar o investimento em termos contabilísticos caso a entrada no Montepio não se concretize até ao final do ano. Mutualista não avança com datas.

Seis meses depois de formalizada a entrada da Santa Casa da Misericórdia, (SCML) no Montepio, esta ainda não se concretizou. E se tal não acontecer até ao final do ano, o cheque de 75 mil euros que já foi passado poderá ser devolvido, o que criará um problema contabilístico para a Santa Casa, noticia o ”Jornal de Negócios”, esta segunda feira.

Tomás Correia, recentemente reeleito para o cargo presidente da Associação Mutualista do Montepio Geral, tinha como objetivo concluir esta operação até ao final do ano com a entrada da SCML e de outras 50 entidades da economia social. ”As negociações com a SCML encontram-se concluídas mas a operação ainda não está formalizada”, cita o jornal uma fonte oficial.

O dinheiro foi transferido, mas contabilisticamente a SCML não tem como justificar. ”Em termos hipotéticos” devolver os 75 mil euros é ”um cenário possível”, explica a entidade ao jornal da Cofina. Ou seja, se os dois lados não definiram que este montante ficaria do lado do vendedor até ao momento da formalização do negócio, então terá de ser devolvido uma vez que a SCML não tem como justificar a saída do dinheiro.

 

Recomendadas

Cheque-família começa a ser pago a partir de 20 de outubro, anuncia Marques Mendes

No seu espaço habitual de comentário ao domingo no Jornal da Noite da Sic, Marques Mendes assegurou que este apoio, anunciado pelo Governo a 5 de setembro, vai começar a chegar às contas bancárias das famílias a partir do dia 20 do próximo mês.

Comissão Europeia diz que Portugal é “moderadamente inovador”

O país encontra-se no grupo dos países moderadamente inovadores, passando da 19ª para a 17ª posição entre os 27 Estados-Membros, segundo os dados da Comissão Europeia tornados públicos pela ANI (Agência Nacional de Inovação).

Emirados Árabes Unidos vão fornecer à Alemanha gás liquefeito e gasóleo em 2022 e 2023

Segundo a agência noticiosa oficial dos Emirados, Wam, o acordo prevê a exportação de uma carga de gás natural liquefeito (GNL) para a Alemanha no final de 2022, seguida do fornecimento de quantidades adicionais em 2023.
Comentários