China aprova medicamento para o HIV em pacientes com Covid-19

O comprimido de Azvudine, que a China aprovou em julho do ano passado para tratar certas infeções pelo vírus HIV-1, agora recebeu luz verde condicional para tratar adultos com Covid “tipo normal”.

A China deu esta segunda-feira aprovação ao medicamento Azvudine da empresa Genuine Biotech para tratar pacientes adultos com Covid-19, acrescentando assim outra opção de tratamento oral contra o coronavírus.

Segundo a “Reuters”, que cita a Administração de Produtos Médicos, o comprimido de Azvudine, que a China aprovou em julho do ano passado para tratar certas infeções pelo vírus HIV-1, recebeu luz verde condicional para tratar adultos com Covid “tipo normal”.

“Tipo normal” de Covid é um termo que a China usa para referir-se a infeções por coronavírus onde há sinais de pneumonia, mas onde os pacientes não atingiram um estado grave da doença.

Um estudo clínico revelou que 40,4% dos pacientes que tomaram Azvudine apresentaram melhoria nos sintomas sete dias após o primeiro uso do medicamento, em comparação com 10,9% no grupo de controlo, disse a Genuine Biotech, com sede na província de Henan.

O comprimido recentemente aprovado demonstra que a China continua empenhada na política “zero covid”. Outras empresas chinesas que desenvolvem potenciais tratamento orais contra a Covid-19 incluem Shanghai Junshi Biosciences  e Kintor Pharmaceutical.

A nível europeu, em janeiro a Agência Europeia do Medicamento (EMA) aprovou o primeiro medicamento oral para tratar infeções por Covid-19, o Paxlovid, que contém duas substâncias ativas em dois comprimidos diferentes, que reduzem a capacidade do coronavírus SARS-CoV-2 se multiplicar no corpo.

Recomendadas

Julgamento por fraude fiscal contra Trump Organization agendado para outubro

O julgamento por suposta fraude fiscal contra a Trump Organization e o seu ex-diretor financeiro Allen Weisselberg começará em 24 de outubro, decidiu esta sexta-feira um juiz de Nova Iorque, rejeitando arquivar o caso, segundo a imprensa local.

Irão aceitará Acordo Nuclear mediante compromissos

Fonte não identificada afirmou que o último relatório com propostas apresentado pela União Europeia é “aceitável”, mas com algumas garantias, nomeadamente no que tem a ver com sanções e controlo do plano nuclear.

Venezuela e Colômbia iniciam normalização das relações

Os dois países vão trocar embaixadores na tentativa de restabelecer laços que se perderam há mais de três anos e que a vitória de Gustavo Petro nas presidenciais colombianas permitiu.
Comentários