China diz que EUA estão a enviar “sinais perigosos” sobre Taiwan

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês deixou claro que uma escalada das atividades independentistas torna difícil um acordo pacífico, no que diz respeito a Taiwan,

1 – China

O ministro dos Negócios Estrangeiros da China, Wang Yi, avisou este sábado que os Estados Unidos estão a enviar “sinais errados e perigosos” sobre Taiwan.

Segundo avança a Reuters, o responsável chinês sublinhou que a escalada das atividades independentistas torna difícil um acordo pacífico e acusou os Estados Unidos de estarem a tentar ameaçar a soberania e integridade territorial chinesa.

De notar que também este fim de semana o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov, criticou os Estados Unidos por terem “brincado com o fogo” em Tawain, num encontro das Nações Unidas.

Recorde-se que a visita, no início de agosto, da presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, a Taiwan gerou fortes protestos por parte do Governo chinês, que considerou a viagem uma provocação. A China lançou exercícios militares em torno da ilha, numa escala sem precedentes, e, mais recentemente, considerou a legislação proposta pelos norte-americanos uma ameaça à “fundação” das relações entre Pequim e Washington.

Recomendadas

Lagarde avisa que taxas de juro vão continuar a subir

Dados da inflação na zona euro em novembro vão ser conhecidos esta semana. BCE reúne-se em meados de dezembro.

Cáritas já recebe pedidos de quem não consegue pagar empréstimo da casa

“O pânico foi imediato. O receio das pessoas, a angústia com que se aproximavam de nós a dizer ‘ai, se eu perco a minha casa’. É que nós tivemos uma crise em que houve muita gente a perder a casa; é recente ainda, está na memória das pessoas – 2008”, afirmou Rita Valadas.

Expectativas de exportação na Alemanha aumentam em novembro, diz Ifo

Depois de uma queda no mês anterior, a indústria automóvel volta a ter expectativa de crescimento nas exportações.
Comentários