China e Taiwan reunidos. Um encontro histórico

Os presidentes de Taiwan, Ma Ying-jeou, e da República Popular da China, Xi Jinping, vão reunir-se no sábado em Singapura, no que será um histórico primeiro encontro, anunciou uma fonte oficial de Taipé. Os dois Presidentes “vão trocar pontos de vista sobre os assuntos relacionados com as relações entre os dois lados do estreito da […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Os presidentes de Taiwan, Ma Ying-jeou, e da República Popular da China, Xi Jinping, vão reunir-se no sábado em Singapura, no que será um histórico primeiro encontro, anunciou uma fonte oficial de Taipé.

Os dois Presidentes “vão trocar pontos de vista sobre os assuntos relacionados com as relações entre os dois lados do estreito da Formosa”, disse um porta-voz do governo de Taiwan.

De acordo com o porta-voz, Charles Chen, não está previsto qualquer acordo ou declaração conjunta sublinhando que o encontro se destina a “garantir a paz nos dois lados do estreito”.

O encontro entre Ma e Xi será o primeiro ao mais alto nível entre as duas partes, que mantém contactos informais a nível diplomático.

A República da China, na ilha de Taiwan, foi proclamada após o final da guerra civil da China em 1949, quando as forças do Partido Nacionalista (Kuomintang) liderado pelo general Chiang Kai-shek se retiraram do continente chinês após a vitória dos comunistas de Mao Zedong, que proclamou a implantação da República Popular da China.

O governo de Pequim considera Taiwan como uma “província renegada” e ameaça regularmente com o uso da força para impedir quaisquer tentativas de declaração de independência da ilha nacionalista.

Taiwan funciona na prática como um país independente, mas oficialmente a grande maioria dos países reconhece apenas a República Popular da China.

OJE

Recomendadas

Cimeira da NATO: o Ártico é a próxima fronteira

A entrada da Suécia e da Finlândia na NATO, um dos temas centrais da agenda da cimeira da Roménia, transforma o Ártico numa nova zona de conflito potencial. A Rússia lembrou esse perigo, que Jens Stoltenberg conhece bem.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Morreu Jiang Zemin, ex-presidente e um dos construtores da China moderna

Foi um dos obreiros do crescimento económico da China e pretendeu construir um relacionamento estável com os Estados Unidos. Queria uma China a “entrar no mundo”.