China mete travão à poluição atmosférica

A China vai reformular os combustíveis automóveis a partir de 2015, como parte de uma série de medidas para tentar travar a intensa poluição atmosférica que afeta as suas principais cidades. As autoridades do país vão ainda promover o uso de veículos elétricos e híbridos e continuar com a eliminação dos veículos antigos que não […]

A China vai reformular os combustíveis automóveis a partir de 2015, como parte de uma série de medidas para tentar travar a intensa poluição atmosférica que afeta as suas principais cidades.

As autoridades do país vão ainda promover o uso de veículos elétricos e híbridos e continuar com a eliminação dos veículos antigos que não cumprem os limites de emissões, segundo as medidas publicadas na imprensa oficial.

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma anunciou que as principais cidades do país devem adotar os novos combustíveis, mais limpos, no final de 2015.

O novo padrão equivale ao Euro 5 europeu e deve estender-se ao resto do país em finais de 2017.

As agências do Governo Central devem liderar a promoção de veículos elétricos ou híbridos, que se espera representarem, pelo menos, 30% dos novos veículos comprados entre 2014 e 2016.

 

OJE/Lusa

Recomendadas

Eleições do Brasil: Lula da Silva vota em eleição que pode definir o seu regresso ao Governo

Além de Lula da Silva e Bolsonaro, disputam as presidenciais brasileiras os candidatos Ciro Gomes, Simone Tebet, Luís Felipe D’Ávila, Soraya Tronicke, Eymael, Padre Kelmon, Leonardo Pericles, Sofia Manzano e Vera Lúcia.

Papa Francisco pede a Putin para parar a guerra e alerta para risco nuclear

Francisco sempre mostrou preocupação com a guerra na Ucrânia, chegando a ponderar uma viagem a este país, e agora decidiu dedicar o Angelus a refletir sobre este problema, algo que raramente acontece, sendo que a última vez que ocorreu em 2013 para pedir a paz na Síria.

Eleições do Brasil: Bolsonaro vota e garante que vencerá presidenciais na primeira volta

“A expectativa é de vitória hoje. Nesses 45 dias, fui praticamente em todos os estados do Brasil. Ontem, em Joinville, algo nunca visto no Brasil, tanta gente na rua. Eleições limpas, sem problema nenhum”, declarou.