CIM Viseu Dão Lafões recebe Prémio Nacional “Mobilidade em Bicicleta 2015”

A Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões recebeu o prémio de Mobilidade em Bicicleta na categoria de “Comunidades Intermunicipais”, na 10ª Edição do Prémio Nacional “Mobilidade em Bicicleta”, no Cinema São Jorge, em Lisboa. O evento foi organizado pela Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), onde no âmbito da atribuição do Prémio da […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões recebeu o prémio de Mobilidade em Bicicleta na categoria de “Comunidades Intermunicipais”, na 10ª Edição do Prémio Nacional “Mobilidade em Bicicleta”, no Cinema São Jorge, em Lisboa.

O evento foi organizado pela Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), onde no âmbito da atribuição do Prémio da Mobilidade são anualmente consideradas diversas categorias. A cerimónia foi presidida pelo Secretário de Estado da Administração Interna, João Almeida.

A Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta decidiu criar, em 2006, o referido Prémio Nacional de forma a reconhecer publicamente o contributo de determinadas entidades ou pessoas individuais que tenham promovido a utilização da bicicleta nas suas múltiplas vertentes, através da criação ou melhoria de condições e facilidades em Portugal e/ou da divulgação de iniciativas fomentadoras do uso deste veículo não motorizado.

Neste âmbito, a CIM Viseu Dão Lafões foi galardoada pelo trabalho e dinamismo que tem desenvolvido na Ecopista do Dão.

OJE

Recomendadas

Premium“O desenho pode ser um ponto de partida para começar uma coleção”

“Os portugueses conhecem os seus artistas, respeitam-nos e valorizam-nos”. Palavra de curadora, que é também diretora da única feira dedicada ao desenho em Portugal. Mónica Álvarez Careaga fala ao JE na identidade muito própria da Drawing Room Lisboa e da sua crescente “portugalidade”, que considera ser o reconhecimento de “várias gerações de excelentes artistas” portugueses.

PremiumSom harmonioso

Desenvolvido em segredo, o Co-Axial Master Chronometer Calibre 1932 é o primeiro movimento de relojoaria do mundo a fundir as funções de cronógrafo e de repetidor de minutos, necessitando do seu próprio “cérebro” mecânico para fazer soar o tempo decorrido.

PremiumSobre a necessidade de reinvenção de um continente no século XXI

Uma reportagem recente de um consórcio nacional de jornalistas trouxe para a luz do dia a existência de um número verdadeiramente assustador de elementos das forças de segurança portuguesas que não honram a farda, semeando o ódio, incentivando à violência e demonstrando um feroz racismo, quer contra cidadãos de etnia cigana, quer contra negros.