Cinco erros que comete na hora de gerir o seu dinheiro

Fazer uma boa gestão do seu dinheiro pode fazer toda a diferença na hora de poupar e que podem contribuir para o seu bem-estar financeiro presente e futuro. Mas há erros básicos que deve tentar evitar. Saiba quais.

Erro 1: Não ter disciplina na hora de poupar

Um dos mitos criados por muitos é que a poupança implica uma boa dose de sacrifício. No entanto, mais importante do que o montante que amealha é a disciplina com que poupa. Esforce-se por colocar de lado, todos os meses, uma parcela do seu rendimento com que se sinta confortável, menos que seja apenas 1%. O importante é que crie uma rotina. Ao fim de um tempo, a previsão é que isso se torne um hábito inconsciente e consiga poupar de forma automática.

Erro 2: Deixar o dinheiro parado num depósito qualquer

Colocar o seu dinheiro num depósito à ordem é provavelmente o erro mais comum de qualquer pessoa. Lembre-se que a inflação é, por si só, capaz de fazer encolher a sua poupança. Para que o seu dinheiro renda note que existem várias alternativas à conta à ordem, que têm muito mais vantagens do que o deixar parado. Uma delas é colocar o seu dinheiro numa conta-poupança remunerada ou num produto de poupança a longo prazo como um seguro de capitalização, com perfil conservador e de baixo risco. Investir num determinado ativo à sua escolha ou pedir ajuda a especialistas é também uma boa opção.

Erro 3: Não ter um plano de investimento

Vários investidores ignoraram a necessidade de delinear um plano, com objetivos bem definidos, para garantir uma boa gestão do seu dinheiro. Na hora de avaliar se o seu investimento foi bem-sucedido, é importante que tenha estabelecido metas e saiba exatamente o que esperar. Comece por questionar-se: está a investir para quê? Qual a poupança que espera alcançar? Considera que é possível atingir essa meta? Quanto tempo está disposto a esperar para atingir os seus objetivos?

Erro 4: Não diversificar a sua carteira de investimentos 

Um outro erro bastante frequente entre os investidores é não reconhecer a importância de ir diversificando os seus investimentos. A diversificação é de extrema importância se quer reduzir o nível de risco da sua carteira de investimentos. Se investir sempre no mesmo produto financeiro, está apenas dependente do desempenho desse. Mas se for apostando em diferentes produtos de empresas e setores, está a otimizar as suas possibilidades de ganhar dinheiro e proteger-se da volatilidade do mercado.

Erro 5: Ter medo de arriscar

No mundos dos investimentos, tem de ter em mente que quanto mais quiser ganhar, mais vai ter de arriscar potenciais perdas. A maior parte dos investidores quer fugir de todos os riscos e apostar em ativos mais seguros e que, aparentemente, garantam um “retorno certo”. Mas não espere ganhar muito sem assumir riscos. Adapte o seu investimento à sua tolerância ao risco, garantindo que nunca investe mais do que aquilo que realmente pode perder.

Recomendadas

Goldman Sachs prevê que inflação medida pelo IHPC atinja 5% em outubro na zona euro

O banco norte-americano prevê ainda que o ano de 2023 verá a inflação ‘core’ em 2,9% (em comparação a 2,7%), e para 2024 deve atingir 2,2% (2,1% anteriormente), consequência de um arrefecimento mais lento das pressões da inflação ‘core’ até 2023.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.

Turismo do Centro teme retração de mercados internacionais em 2023

“O que temos mais certo é o imprevisível”, afirmou Pedro Machado, que falava aos jornalistas em Coimbra, no âmbito das comemorações do Dia Mundial do Turismo, que se celebra na terça-feira.
Comentários