Cinzas de Fidel vão percorrer 950 quilómetros

A urna com as cinzas de Fidel Castro deixou hoje de manhã Havana para uma viagem de quatro dias pela ilha até Santiago de Cuba.

A urna com as cinzas de Fidel Castro deixou hoje de manhã Havana para uma viagem de quatro dias em caravana pela ilha até Santiago de Cuba, berço da revolução, onde serão enterradas no domingo.

Depois de dois dias de homenagem na praça da Revolução, as cinzas contidas numa arca de cedro envolta na bandeira cubana e protegida por uma caixa de vidro iniciaram o trajeto efetuado em sentido inverso por Fidel Castro no momento da vitória da sua guerrilha em 1959.

Centenas de milhares de cubanos aglomerados ao longo dos cordões de segurança agitaram bandeiras e lançaram vivas à passagem da caravana de sete veículos, intitulada “caravana da liberdade”.
Após quatro dias de viagem e percorridos cerca de 950 quilómetros, as cinzas serão enterradas no domingo no cemitério de Santa Ifigenia de Santiago, ao lado do mausoléu de José Marti, herói da independência de Cuba.

Recomendadas

Coreia do Norte lança mais dois mísseis balísticos de curto alcance

O destacamento do porta-aviões norte-americano surgiu em resposta ao anterior lançamento por parte de Pyongyang de um míssil de capacidade nuclear sobre o Japão.

Aviões chineses no espaço aéreo de Taiwan seria “ataque contra o país”, diz ministro da defesa de Taiwan

O ministro fez esta observação na quarta-feira, durante uma reunião do Comité de Defesa Nacional da Câmara Legislativa da ilha.

Independentistas catalães consultam militantes sobre continuidade no governo regional

Os dois partidos independentistas no governo regional, Esquerda Republicana da Catalunha (ERC) e JxCat, assumiram publicamente na semana passada a rutura, por discordarem no caminho para a independência, cinco anos depois do referendo de 1 de outubro de 2017, considerado ilegal por Madrid, e da tentativa de autodeterminação.
Comentários