Circulação na Linha de Cascais retomada após corte junto à estação de Belém (com áudio)

A circulação na Linha ferroviária de Cascais foi retomada quase duas horas depois do corte devido a um acidente com uma vítima mortal junto à estação de Belém, em Lisboa, segundo fonte da CP – Comboios de Portugal.

A circulação na Linha ferroviária de Cascais foi retomada quase duas horas depois do corte devido a um acidente com uma vítima mortal junto à estação de Belém, em Lisboa, segundo fonte da CP – Comboios de Portugal.

Fonte da CP – Comboios de Portugal adiantou cerca das 08:00 que “a circulação estava a ser retomada na totalidade”.

O Comando Metropolitano da PSP de Lisboa disse, anteriormente à Lusa, que o alerta para o atropelamento mortal foi dado às 06h16.

A circulação na linha, que liga as estações de Cascais ao Cais do Sodré esteve suspensa em toda a sua extensão, segundo a Comboios de Portugal (CP).

Recomendadas

CEO da EDP diz que Portugal tem sido “exemplo de estabilidade” nos preços para as famílias

Em declarações aos jornalistas durante uma visita a um parque solar flutuante em Singapura, o CEO da EDP disse que a evolução dos preços em Portugal, incluindo um aumento médio de cerca de 3% do valor global da fatura de eletricidade dos clientes residenciais da EDP Comercial a partir de janeiro, “é uma coisa perfeitamente estável face ao enquadramento que existe”.
Pedro Saraiva, Vice-reitor da Universidade NOVA de Lisboa

Produtividade aumentará se as empresas interagirem mais com as universidades, diz vice-reitor da NOVA

Pedro Saraiva diz que muitas empresas até produzem já com um grau razoável de inovação, mas menos de 10% o faz em parceria com universidades. E essa é a grande lacuna, que quando ultrapassada contribuirá significativamente para resolver o problema da produtividade.

Emissão obrigacionista da Sonangol é “bem vinda” para a bolsa angolana

Segundo o responsável do Departamento de Desenvolvimento de Mercado da Bodiva, Nivaldo Matias, a iniciativa da Sonangol ainda não foi dada a conhecer formalmente à instituição, contudo, a decisão da petrolífera é “bem-vinda”.
Comentários