‘Cisnes Negros’: Dez cenários improváveis que podem abalar os mercados em 2018

Os analistas do Saxo Bank definiram uma série de eventos improváveis, mas que não devem ser subestimados. A acontecerem, podem gerar ‘ondas de choque’ nos mercados financeiros, no próximo ano.

Como vem sendo tradição, os analistas do Saxo Bank identificaram os dez cisnes negros para 2018, ou seja, eventos improváveis, mas que a concretizarem-se poderão ter um forte impacto no mercado. A implementação do petro-renmibni na China, a perda de independência da Reserva Federal dos EUA

“Estas previsões focam-se numa série de eventos improváveis, mas subestimados que, se ocorrerem, poderão gerar ondas de choque nos mercados financeiros”, refere a análise do banco.

Sublinham que a lista não constitui as projeções oficiais do Saxo Bank para 2018. No entanto, “são um alerta sobre o potencial de má alocação do risco por parte dos investidores, que normalmente só consideram uma probabilidade de 1% de este tipo de acontecimentos se materializarem”.

Relacionadas

Bitcoin é uma das maiores ameaças ao mercado em 2018, diz Deutsche Bank

O Deutsche Bank publicou uma apresentação sobre moedas digitais e diz que “classificamos as criptomoedas como um investimento de risco porque os aumentos de preços recentes são, em parte, baseados em especulações. A volatilidade é muito alta e atingiu 80% e o setor geralmente não está regulado … existe um risco apreciável de grandes perdas”.

Como está a economia mundial? “Melhor é impossível”, sublinham Goldman Sachs e Barclays

Por outro lado, a OCDE e alguns analistas já vêem alguns sinais de perigo.

Crédit Suisse: Robustez da economia vai beneficiar as ações em 2018

No Investment Outlook 2018, os analistas do banco prevêem que o risco de recessão global no próximo ano é muito baixo, mas há riscos políticos, económicos e tecnológicos no horizonte.
Recomendadas

Wall Street fecha com perdas à espera de novos dados do emprego norte-americano

Os três principais índices encerraram as negociações a encarnado. O Twitter ainda arrancou a sessão a subir, mas as ações da rede social acabaram por desvalorizar mais de 3% na sequência de Elon Musk, dono da Tesla que quer comprar a empresa, ter perdido os parceiros de investimento (Apollo Global Management e Sixth Street Partners) no negócio.

Diretora do FMI avisa que situação económica “ainda vai piorar antes de melhorar”

“A incerteza é muito elevada”, referiu Kristalina Georgieva, destacando os efeitos da guerra, apontando que pandemia que “ainda não desapareceu” e acrescentando também que “os riscos em torno da estabilidade financeira estão a crescer”.

PSI fecha em queda em linha com Europa. EDPs lideram perdas

As bolsas europeias encerraram na sua globalidade em baixa. Já o petróleo está em rota ascendente depois de a OPEP+ ter anunciado um corte agressivo na produção. Por sua vez as ‘yields’ da dívida a 10 anos estão em alta.
Comentários