PremiumCláudia Azevedo: a mais nova do clã chega ao topo da Sonae

Dos três filhos de Belmiro de Azevedo, é a mais parecida com o pai. Indisponível para ouvir um ‘não’, para contra-argumentações ou para conversa fiada, Cláudia, muito distante da afabilidade do irmão Paulo, que vai substituir, chega ao topo da carreira aos 48 anos.

Diz quem com ela priva que Cláudia Azevedo não gosta de perder tempo, não gosta de conversas floreadas – que, precisamente, fazem perder tempo – e que não pode ser mais direta quando trata de um assunto, principalmente se ele for de relevância. Ou, dito de outra forma: tem um perfil psicológico que a transforma, da prole de três filhos que o pai, Belmiro de Azevedo, criou com esmero, na mais parecida com o homem que transformou a Sonae na maior empresa não financeira do país.

Aos 48 anos – e assumindo, como o pai, que o jornal Público lhe está entranhado no sangue – Cláudia Azevedo, que passará a ser a nova CEO do grupo provavelmente na próxima Assembleia Geral, casada com um designer e mãe de duas crianças na pré-adolescência, não gosta que lhe digam que ‘não’, nem tem estima especial por quem decide enveredar por contra-argumentações quando está a falar com ela.

“Isso acontece porque normalmente quando chega à solução de um problema, já pensou em tudo, nos argumentos e nos contra-argumentos, e por isso não precisa de estar a perdem tempo”, diz ao Jornal Económico alguém que manteve bastas reuniões com a gestora, licenciada na Universidade Católica e com um MBA no INSEAD. Ou seja, tal como o pai, Cláudia não tem nenhuma preocupação em demonstrar que, no que diz respeito à gestão das empresas por onde tem passado, tem uma visão claramente relativista do que é o processo democrático de tomada de decisão ou o diálogo construtivo. Quando anuncia uma decisão, é porque ela está tomada e não para auscultar pontos de vista. Quem estiver mal, que se mude.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui aqui ao JE Leitor

Relacionadas

Cláudia Azevedo com “otimismo” para assumir liderança da Sonae

Cláudia Azevedo (filha de Belmiro de Azevedo, que morreu em novembro de 2017) era até agora presidente executiva da Sonae Capital (empresa com negócios em hotelaria, fitness e energia), funções a que já renunciou para preparar o assumir da nova pasta.

Cláudia Azevedo é a próxima CEO do Grupo Sonae

Paulo Azevedo e Ângelo Paupério mantêm-se como administradores não-executivos da Sonae SGPS. Cláudia Azevedo sai entretanto da liderança da Sonae Capital e entra Miguel Gil Mata.
Recomendadas

Capgemini Portugal estima que receitas cresçam 16% em 2022 e tem 600 vagas de trabalho por preencher

A consultora tecnológica revelou ainda que está prestes a lançar o quarto laboratório de investigação no país, que será dedicado à cibersegurança da computação quântica e para a qual estão alocados cinco doutorados.

Pires de Lima revela que BCSD Portugal deverá incluir 200 empresas em três anos

O CEO da Brisa põe o aspecto social e combate à pobreza no topo das prioridades para caminharmos para um mundo mais sustentável. Pires de Lima invocou o BCSD Portugal, de que faz parte, revelando que reúne 140 empresas mas deverá chegar a 200 no prazo de três anos.

Novo Banco: Tribunal de Contas atento ao acolhimento das recomendações, diz José Tavares

O presidente do Tribunal de Contas, José Tavares, afirmou hoje que o Tribunal “continuará ativo” em relação ao Novo Banco nomeadamente ao nível da aplicação das recomendações formuladas nas auditorias.
Comentários