Clubes brasileiros querem salvar o Chapecoense

Num comunicado conjunto, os clubes do futebol brasileiro manifestaram a intenção de emprestar jogadores ao clube de Santa Catarina e garantir que o emblema não desça de divisão nos próximos três anos.

Carl Recine/Reuters

A ideia surgiu das conversações entre emblemas míticos do futebol brasileiro como o Palmeiras (atual campeão brasileiro), o Corinthians, o Santos e o São Paulo, entre outros. O pedido é para que a Confederação Brasileira de Futebol não permita a descida de divisão do Chapecoense para a Série B do Campeonato Brasileiro nos próximos três anos e sugere que, caso a equipa fique na zona de descida, o 16º classificado vá para a segunda divisão.

“Mesmo cientes dos prejuízos irreparáveis provocados por este terrível acontecimento, os clubes entendem que o momento é de união, apoio e auxílio à Chapecoense. Neste sentido, os clubes anunciam Medidas Solidárias à Chapecoense, que consistirão, dentre outras, no empréstimo gratuito de atletas para a temporada de 2017; solicitação formal à Confederação Brasileira de Futebol para que a Chapecoense não fique sujeita ao rebaixamento (descida) à Série B do Campeonato Brasileiro pelas próximas três temporadas. Caso a Chapecoense termine o campeonato entre os quatro últimos, o 16º colocado seria rebaixado (relegado)”, informaram os clubes em comunicado.

“Trata-se de gesto mínimo de solidariedade que se encontra ao nosso alcance neste momento, mas dotado do mais sincero objetivo de reconstrução desta instituição e de parte do futebol brasileiro que fora perdida hoje”, concluíram.

Autoridades confirmam seis sobreviventes

Em comunicado, a Aeronáutica Civil Colombiana confirmou que os seis sobreviventes são três jogadores, um jornalista, um técnico da aeronave e uma comissária de bordo.

Na lista anterior, não constava o jogador Zampier Neto, que foi entretanto encontrado com vida, mas incluía Marcos Danilo Padilha que foi resgatado, embora não tenha sobrevivido aos ferimentos, segundo a imprensa brasileira.

Até ao momento, foram resgatados 60 corpos, de acordo com a Cruz Vermelha colombiana.

A agência de Aeronáutica Civil da Colômbia informou que 81 pessoas viajavam no avião que se despenhou hoje perto do aeroporto internacional de Medellín.

No aparelho, seguia a equipa brasileira do Chapecoense, que ia disputar a primeira mão da final da Taça Sul-Americana com os colombianos do Atlético Nacional.

Em comunicado, o aeroporto de Medellín refere que o avião declarou-se em emergência” às 22h00 locais (3h00 em Lisboa) “por falhas técnicas”, de acordo com a transmissão feita para a torre de controlo.

O avião tinha saído do aeroporto Viru Viru, de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, onde aparentemente tinha realizado uma escala técnica.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.

Câmara de Santo Tirso compra por 30 mil euros Taça de Portugal do Desportivo das Aves

O troféu foi colocado em leilão na sequência do processo de insolvência da SAD avense.

Ucrânia junta-se a Portugal e Espanha na candidatura ao Mundial2030 (com áudio)

De acordo com o jornal The Times, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, deu ‘luz verde’ à intenção da Ucrânia poder organizar o Campeonato do Mundo de 2030 com Portugal e Espanha e que esse objetivo será tornado público na quarta-feira, numa conferência de imprensa conjunta promovida pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), em Nyon, na Suíça.
Comentários