CMVM alerta que Otimize não é um intermediário financeiro e usa nome parecido a gestora de fundos

“Esta entidade utiliza designação semelhante à do intermediário financeiro ​Optimize Investment Partners – Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Mobiliário, registado na CMVM, e que não é objeto da presente comunicação nem, de qualquer forma, visado pela mesma”, explicou o regulador.

Cristina Bernardo

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) alertou esta segunda-feira os investidores para o facto de a entidade Otimize – Consultores Financeiros não estar autorizada nem registada junto do regulador dos mercados a exercer qualquer atividade de intermediação financeira em Portugal.

“Esta entidade utiliza designação semelhante à do intermediário financeiro ​Optimize Investment Partners – Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Mobiliário, registado na CMVM, e que não é objeto da presente comunicação nem, de qualquer forma, visado pela mesma”, explica a instituição liderada por Gabriela Figueiredo Dias.

Em comunicado, a CMVM esclarece que os investidores devem consultar as listas de intermediários financeiros autorizados e de entidades habilitadas a prestar serviços financeiros no país, em regime de Livre Prestação de Serviços, para se assegurarem de que uma determinada organização tem ‘luz verde’ para operar em território nacional.

Na mesma nota, a CMVM refere que todas as pessoas/entidades que tenham estabelecido relações comerciais com a Otimize poderão contactar o regulador (800 205 339 e/ou cmvm@cmvm.pt) para mais esclarecimentos.

Recomendadas

Controlar despesas? Siga esta cinco estratégias

Organizar o orçamento familiar e analisar as despesas com maior peso mensal são dois passos essenciais para planificar a sua vida financeira. Conheça algumas estratégias e ferramentas para fazer frente à atual “avalanche” de aumento de preços e proteger a sua carteira.

Sabe se vai compensar mudar para o mercado regulado do gás? A Deco lança calculadora

Com esta calculadora, pode introduzir a quantidade de gás natural que habitualmente consome, consultando a última fatura, e indicar o número de dias a que essa fatura se refere. Basta depois copiar os dados da fatura para a calculadora e obtém, de imediato, o custo que teria em igual consumo e igual período de faturação no mercado regulado a partir de outubro.

Um senhorio pode aumentar a renda em mais de 50%? Saiba aqui

O aumento da renda da casa é uma das preocupações mais comuns e que, na verdade, resulta da subida da inflação. Mas, apesar de haver algumas exceções, dependendo de contrato para contrato, os senhorios têm de respeitar algumas regras para proceder ao aumento da renda.
Comentários