‘Cocktail’ de anticorpos da AstraZeneca funciona contra a variante Ómicron, revela estudo

Até o momento, os anticorpos produzidos em laboratório foram autorizados apenas como tratamento precoce para a Covid-19 ou como terapia preventiva para pessoas de alto risco imediatamente após contacto próximo com alguém cujo teste foi positivo.

Reuters/DADO RUVIC

A AstraZeneca cita um estudo de laboratório conduzido por investigadores independentes da Food and Drug Administration (FDA) dos EUA, para afirmar que o seu cocktail de anticorpos, Evusheld, funciona contra a nova vairante Ómicron, avança a “Reuters”.

A FDA emitiu uma autorização de uso de emergência na quarta-feira, dia 15 de dezembro, para o Evusheld, que é conhecido como profilaxia pré-exposição, ou PrEP, contra Covid-19.

Até o momento, os anticorpos produzidos em laboratório foram autorizados apenas como tratamento precoce para a Covid-19 ou como terapia preventiva para pessoas de alto risco imediatamente após contacto próximo com alguém cujo teste foi positivo.

O Evusheld pode ser usado como PrEP por pessoas com 12 anos ou mais anos que são moderada a gravemente imunocomprometidas e podem não obter desenvolver respostas imunológicas adequadas com uma das vacina contra a Covid-19. A terapia também é uma opção para casos raros, dirigida a pessoas com um histórico de reações adversas graves à vacina Covid-19 ou aos seus componentes.

Recomendadas

El Corte Inglés contrata mais de 500 colaboradores para o Natal

“Para além deste período de Natal, há ainda possibilidade de permanecerem em contratos futuros, tal como tem acontecido em anos anteriores”, garante a empresa.

Bosch Industry Consulting abre escritório em Espanha

As operações da Bosch Industry Consulting em Espanha irão beneficiar da existência do centro de competências da Bosch em Aveiro.

EDP Brasil emite papel comercial no valor de 292 milhões de euros para amortizar dívida ao BNDES

O objetivo da emissão é realizar o pagamento antecipado da dívida com o Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social – BNDES, no montante aproximado de 470 milhões de reais e distribuir o restante ao acionista, diz a empresa.
Comentários