Codacy levanta mais um milhão de investimento e vai passar a usar Ruby e Java

A portuguesa Codacy conseguiu levantar um milhão de euros (1,1, milhões de dólares) na segunda ronda de financiamento. O investimento ficou a cargo da Caixa Capital, Faber Ventures e E.S. Ventures, adiantou a startup portuguesa em comunicado. A empresa anunciou também que, na sequência da nova ronda de investimento, vai passar a juntar as linguagens […]

A portuguesa Codacy conseguiu levantar um milhão de euros (1,1, milhões de dólares) na segunda ronda de financiamento. O investimento ficou a cargo da Caixa Capital, Faber Ventures e E.S. Ventures, adiantou a startup portuguesa em comunicado. A empresa anunciou também que, na sequência da nova ronda de investimento, vai passar a juntar as linguagens de programação Ruby e Java, duas das mais usadas a nível mundial. A empresa portuguesa, que já levantou investimento no valor de 1,5 milhões de dólares, opera uma plataforma de padrões de código que são usados para desenvolver softwares mais eficientes. Em 2014, a startup fundada por Jaime Jorge e João Caxaria, vendeu um dos prémios mais desejados do Web Summit, o Beta, na competição Coca-Cola Pitch.

Recomendadas

Datalex prevê levar software para advogados a Espanha e Brasil no próximo ano

O diretor da startup portuguesa Datalex disse ao Jornal Económico que a internacionalização passará por parcerias estratégicas. A empresa de tecnologia para juristas renovou recentemente a imagem de marca para apostar noutros mercados e prevê fechar 2022 com uma subida de até 62% na faturação.

EDP procura startups mais inovadoras na área da energia

Elétrica lança a 7ª edição do Free Electrons em busca de startups inovadoras. Candidaturas decorrem até 28 de janeiro.

Empreendedores apresentaram soluções inovadoras na área de saúde

A portuguesa R-nuucell, spin-off da Faculdade de Ciências, Universidade de Lisboa, que desenvolve novos medicamentos para a terapia dirigida ao cancro da mama triplo negativo integrou o grupo de 20 startups que se apresentaram aos investidores na CUF Tejo, em Lisboa.