Coletes Amarelos: Costa diz que “não há nenhuma razão para alarme social”

O primeiro-ministro diz que o direito à manifestação é um direito constitucional e que cabe ao Governo assegurar que os cidadãos se possam manifestar e o possam fazer de forma livre e democrática.

Cristina Bernardo

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou esta sexta-feira que “não há nenhuma razão para alarme social” em relação aos protestos dos coletes amarelos, que estão a decorrer em todo o país. O primeiro-ministro diz que o direito à manifestação é um direito constitucional e que cabe ao Governo assegurar que os cidadãos se possam manifestar e o possam fazer de forma livre e democrática.

“Não há nenhuma razão em Portugal para alarme social”, afirmou o primeiro-ministro, em declarações aos jornalistas. “Aquilo que compete ao Governo é assegurar sempre duas coisas, que quem se quer manifestar o possa fazer e, em segundo, que a liberdade democrática seja respeitada. É isso que nos compete fazer e que faremos”, acrescentou.

António Costa disse que “vivemos num país onde tem sido possível conciliar crescimento económico com maior justiça social, e ainda com uma fortíssima redução do desemprego e progressiva diminuição das desigualdades”, mas que é necessário “prosseguir a trajetória para termos condições para que se viva cada vez melhor em Portugal”. “Se há razões para todos estarmos satisfeitos? Claro que não”, afirmou.

Os protestos dos coletes amarelos em Portugal foram convocados através das redes sociais, com inspiração no movimento de contestação que se originou em França. Entre as reivindicações dos coletes amarelos estão uma redução de impostos na eletricidade, com incidência nas taxas de audiovisual e emissão de dióxido de carbono, uma diminuição do IVA e do IRC para as micro e pequenas empresas, o fim do imposto sobre produtos petrolíferos e redução para metade do IVA sobre combustíveis.

Recomendadas

Ricardo Leão: “Falta, acima de tudo, comunicação e coordenação no Governo”. Veja o “Discurso Direto”

Discurso Direto é um programa do Novo Semanário e do Jornal Económico onde todas as semanas são entrevistados os protagonistas da política, da economia, da cultura e do desporto. Veja a entrevista a Ricardo Leão, presidente da Câmara Municipal de Loures eleito pelo PS.

Costa contraria ideia de empobrecimento e afirma que Portugal está a crescer mais do que Alemanha, França e Espanha

Dados de Costa surgem dias depois das previsões de Outono da Comissão Europeia, cujas mais recentes previsões indicam que em 2024 a Roménia ultrapassará Portugal no ranking de desenvolvimento económico da UE.

Presidente do PS pede ao Governo apurado sentido de orientação e maior rigor nas condutas

Este aviso foi transmitido por Carlos César através de uma mensagem vídeo na sessão do PS evocativa dos sete anos de governos socialistas liderados por António Costa, que decorre na estação fluvial do Terreiro do Paço.
Comentários