Coligação Confiança apresenta 15 propostas para Orçamento Municipal do Funchal

Entre as medidas propostas pela Coligação Confiança está a implementação do plano municipal de combate à inflação. A coligação refere que estas propostas sendo aceites levariam ao voto favorável no Orçamento Municipal.

A Coligação Confiança apresentou 15 propostas para o Orçamento Municipal do Funchal. Entre elas está a implementação do plano municipal de combate à inflação, a criação de bolsas de estudo por mérito no ensino superior e a atribuição de manuais escolares gratuitos até ao 12º ano.

As outras propostas da Coligação Confiança, que levariam ao “voto favorável” no Orçamento Municipal do Funchal são: Criação da Polícia Municipal do Funchal; Desenvolvimento do Parque Urbano da Cidade no vale da Praia Formosa; Revisão do Subsídio Municipal ao Arrendamento; Fixação da participação do Município do Funchal no IRS em 0,23%; Manutenção do IMI na taxa mínima de 0,3% e aplicação do IMI Familiar; Criação de um Gabinete de Informação e Consulta Jurídica; Bolsa de casas municipais destinadas a vítimas de violência doméstica; Criação de um subsídio ao arrendamento para vítimas de violência; Construção dos projetos ganhadores do III Orçamento Participativo do Funchal; Retoma do projeto de Núcleos Locais de Proteção Civil; Implementação da Estratégia Municipal para a Igualdade de Género; Devolução de todo o Dinheiro Cobrado em Multas Ilegais.

“Verificando o estado para o qual a cidade do Funchal vai decaindo, nunca foi tão importante reunir todos os contributos possíveis para reconduzir o nosso município a um futuro mais sustentável, mais justo, mais reabilitado, mais inovador, mais seguro, mais livre e mais participado”, disse o vereador da Coligação Confiança na Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia.

O vereador sublinha que os vereadores e as vereadoras da Confiança “procuram resgatar a governança municipal à atual obsessão propagandística inconsequente, recentrando o foco no trabalho e colocando a atenção na qualidade de vida dos funchalenses e na defesa do interesse público”.

O autarca sublinha que a Coligação Confiança “mantém a forma construtiva” no exercício da missão de serviço público que lhe está entregue, sem “nunca ferir os seus valores intrínsecos” da cidadania, da proximidade, da responsabilidade, do rigor e da transparência.

Recomendadas

Proteção Civil dos Açores pede à população que fique em casa devido ao mau tempo

Todas as ilhas dos Açores possuem vários avisos, alguns deles laranja, correspondentes a situações meteorológicas “de risco moderado a elevado”. No grupo ocidental o aviso é laranja mas está perto do vermelho, alerta a Proteção Civil.

PS acusa Lopes da Fonseca de mentir sobre construção de novas residências universitárias na Madeira

Rui Caetano salienta que a nova residência universitária garantida para o Funchal representa um investimento de 6,5 milhões de euros e irá disponibilizar 200 camas para estudantes universitários.

Eutanásia. Presidente da Assembleia da Madeira alega que Região não foi ouvida e pede veto

O presidente do parlamento da Madeira apelou hoje ao Presidente da República que não promulgue o diploma da despenalização da morte medicamente assistida, considerando que está ferido de inconstitucionalidade por falta de audição das Regiões Autónomas.
Comentários