Mais lugares em pé e horários reforçados. Fertagus anuncia novidades para janeiro

“Fizemos estudos, contagens e inquéritos aos clientes para ver a adequação do que tínhamos montado. Estamos em condições de avançar para a redução. Durante o mês de janeiro, os comboios ficarão todos preparados”, revelou Cristina Dourado, administradora delegada da Fertagus

Foto cedida

Depois do novo contrato de concessão até setembro de 2024, a Fertagus revela que o número de lugares nas composições vai aumentar. A empresa que realiza a travessia da ponte 25 de abril por comboio anunciou que já recebeu a autorização do IMT – Instituto da Mobilidade e dos Transportes para alterar o interior das carruagens.

Este pedido e posterior autorização significa que a Fertagus vai conseguir responder ao aumento da procura que se verifica desde abril, quando os novos passes entraram em vigor. Ainda assim, a empresa do grupo Barraqueiro pretende ainda aumentar o número de horários disponíveis.

Verificando um aumento de 40% no número de utilizadores desde que os passes se fixaram em 40 euros, ou 80 euros por agregado familiar, a empresa é das que tem sentido mais o aumento de utilizadores, realizando mais travessias sobre o Tejo.

A empresa tem realizado estudos desde o fim de maio, com alguns comboios em circulação com menos lugares e uns postes no meio das carruagens. Com estas alterações, existem mais 48 lugares disponíveis, sendo que desaparecem 112 lugares sentados mas surgem 160 lugares em pé. Na alteração a empresa está a colocar varões no hall de entrada dos comboios, onde os passageiros se concentram.

“Fizemos estudos, contagens e inquéritos aos clientes para ver a adequação do que tínhamos montado. Estamos em condições de avançar para a redução. Durante o mês de janeiro, os comboios ficarão todos preparados”, revelou Cristina Dourado, administradora delegada da Fertagus, após a assinatura da nova concessão do serviço ferroviário até setembro de 2024.

Ainda assim, o aumento de lugares em pé não é a única novidade do grupo. A empresa da travessia do Tejo também admite reforçar os horários durante o próximo ano. “Temos em carteira a possibilidade de fazer mais alguma coisa com os horários”, assumiu Cristina Dourado.

O novo contrato de concessão deveu-se a três fatores. “O aumento da taxa de utilização da infraestrutura para valores acima do que estavam contratualmente estabelecidos, o não aumento tarifário decidido pelo Estado e a alteração decorrente do PART, que levou a reequacionar todo o modelo de definição do tarifário”, declarou Cristina Douro.

Desta forma, a Fertagus consegue continuar com a exploração da ponte 25 de abril, sendo que o Estado não necessita de indemnizar a transportadora do grupo Barraqueiro em 7,4 milhões de euros. O contrato prevê ainda que o aumento do preço dos bilhetes possa ser feito conforme a atualização tarifária definida pela AML.

Fertagus já reduziu número de bancos nos seus comboios

Relacionadas

Fertagus e Estado fecham acordo para estender concessão

A proposta celebrada pela Fertagus com o Estado prevê a extensão da concessão por mais 20 anos, aguardando ainda o parecer da Autoridade da Mobilidade e Transportes.

Fertagus está a “renegociar” a concessão e estuda aumento da oferta

A administradora da Fertagus disse hoje que a empresa está a “renegociar” o contrato de concessão ferroviária da travessia sobre o Tejo, que termina este ano, e estuda o aumento da oferta devido ao passe Navegante.

Anda no comboio da ponte 25 de abril? Não se esqueça de validar o passe, multas dispararam 21%

O aumento nas multas deve-se à não validação do passe antes de iniciar a viagem, noticia o Diário de Notícias. Apesar dos passageiros terem o passe mensal válido, é obrigatório validar o título de transporte. A multa atinge os 30 euros.

20 anos de comboios na 25 de abril: Fertagus retirou 62 milhões de carros da ponte

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, já disse que o Estado está satisfeito com o serviço da Fertagus, dando a entender que a concessão será prolongada. Esta terça-feira marca o vigésimo aniversário da travessia de comboios na ponte 25 de Abril.

Grande Lisboa: Transportadoras dizem que reforçaram oferta para fazer face ao aumento de passageiros

A Fertagus está ainda a adaptar um novo horário para os comboios e a estudar a possibilidade técnica de comboios com uma quinta carruagem, para aumentar a capacidade do material circulante existente, uma medida que “implicará alterações no tamanho das plataformas de algumas estações e que nunca poderá ser operacionalizada em menos de dois anos”, segundo a empresa.

Fertagus já reduziu número de bancos nos seus comboios

A Fertagus diz que com a entrada em vigor do passe metropolitano, que permite a circulação entre Setúbal e Lisboa por 40 euros, se verificou um aumento de 20% de passageiros. Em comparação com abril de 2018, verificou-se um aumento de 500 mil validações de títulos.
Recomendadas

Europ Assistance e Club Tek lançam seguro contra danos e roubo de telemóveis, tablets e computadores

A seguradora garante a reparação do equipamento em caso de danos acidentais (elétricos, danos por água, quebra de teclas, danos no ecrã). Se a reparação não for possível, o cliente tem direito à substituição do equipamento por outro novo com as mesmas características.

Sabia que as dívidas também prescrevem? Saiba mais sobre estes prazos

Relembramos que existem exceções na lei que podem alterar algum destes prazos. Por isso, o melhor será sempre o consumidor contactar primeiramente entidades que o possam ajudar e não deixar arrastar a situação. 

PremiumOptimize promove conferência que ensina a poupar e investir

Evento promove a literacia financeira, a poupança e o investimento e realiza-se em Lisboa a 3 de dezembro. O JE será media partner.
Comentários