Combustíveis seguem direções opostas na próxima semana

O preço de referência do gasóleo vai descer a partir de segunda-feira. Já a gasolina vai ficar mais cara.

Os portugueses vão ter boas e más notícias na próxima semana. Depois de, na semana passada, o preço ter recuado na gasolina e gasóleo, a próxima segunda-feira promete trazer destinos diferentes aos dois produtos petrolíferos mais utilizados no mercado nacional, apurou o Económico.

“Esta semana, o valor médio das cotações do gasóleo nos mercados internacionais diminuiu ligeiramente face à média da semana anterior, enquanto que o da gasolina registou uma tendência contrária. Tendo em consideração estes movimentos é de esperar uma descida no preço de venda do diesel e uma subida no da gasolina’. Alterações que não deverão ultrapassar meio cêntimo por litro”, explicou ao Económico fonte do sector.

Os preços dos postos junto aos hipermercados, que ganharam muitos adeptos com a escalada dos combustíveis, também seguem as tendências de mercado. “A tendência da próxima semana será para uma ligeira subida na gasolina e ligeira descida no gasóleo”.

O preço de referência do litro de gasolina em Portugal é actualmente de 1,490 euros enquanto o do gasóleo vale 1,274 euros, segundo dados da Direcção-Geral de Energia e Geologia (DGEG). As cotações podem no entanto variar nos postos de abastecimento, já que o preço fixado na rede tem ainda em conta o nível de concorrência, da oferta e da procura em cada mercado e o nível de custos fixos de cada posto.

De acordo com o último relatório de Bruxelas, depois de impostos, o preço médio da gasolina 95 octanas praticado em Portugal é o sexto mais caro em toda a UE. Já o gasóleo ocupa a 8ª posição entre os países do espaço comunitário. O relatório da Comissão Europeia também deixa claro que a grande fatia do preço cobrado por cada litro de combustível vai para os cofres do Estado.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

Bruxelas favorável a limite de preço para gás russo

“A Europa enfrenta a chantagem energética da Rússia, e a procura global de gás é mais elevada do que a oferta. Precisamos de trabalhar ao longo de toda a cadeia para enfrentar o desafio. Primeiro, temos de agir no ponto em que o gás entra no nosso mercado. Estamos a negociar com os nossos fornecedores fiáveis de gás de gasoduto. Se isto não trouxer resultados, então é possível um preço máximo”, declarou a comissária.

Governo reconhece necessidade de “valorizar salários” e espera acordo na Concertação Social

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares discursava no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, no âmbito da conferência “Em nome do futuro: os desafios da juventude”, organizada pela Santa Casa da Misericórdia e pela Rádio da Renascença.
Comentários