Comércio a retalho caiu 0,6% na zona euro e 0,3% na UE em setembro

Comparando com setembro de 2021, registaram-se na zona euro quedas de -2,4% nos alimentos, bebidas e tabaco, e de -0,3% nos produtos não alimentares. Em contrapartida, entre os combustíveis verificou-se um aumento de +3,7%.

DR

O índice ajustado do comércio a retalho caiu 0,6% na zona euro e 0,3% na União Europeia (UE) em setembro de 2022, face ao mesmo mês do ano passado. Em comparação com o mês precedente, observou-se um crescimento de 0,4% na zona euro e na UE, de acordo com os dados do Eurostat.

Comparando com setembro de 2021, registaram-se na zona euro quedas de 2,4% nos alimentos, bebidas e tabaco, e de 0,3% nos produtos não alimentares. Em contrapartida, entre os combustíveis verificou-se um aumento de +3,7%.

Na UE, o volume das vendas a retalho decresceu 2,0% nos alimentos, bebidas e tabaco e 0,1% nos produtos não alimentares, mas subiu 4,8% nos combustíveis.

Em Portugal, os registos apontam para um incremento de 2,3%. Entre os estados-membros para os quais existem dados disponíveis, os maiores aumentos ocorreram na Eslovénia (+23.9%), Polónia (+8.4%) e Malta (+7.4%), ao passo que as maiores quedas do índice foram registadas na Irlanda (-6,8%), Dinamarca (-6,3%) e Estónia (-5,9%).

Face a agosto de 2022, observou-se um aumento de 0,4% para alimentos, bebidas e tabaco e de+1,0% no que diz respeito aos produtos não alimentares. Nos combustíveis ocorreu uma queda na ordem dos 0,6%.

Na UE, o volume do comércio a retalho cresceu 0,3% nos alimentos, bebidas e tabaco, 1,0% nos produtos não alimentares e 0,1% nos combustíveis.

Entre os estados-membros sobre os quais foram disponibilizados dados, em Portugal registou-se uma das maiores baixas, com uma queda de 2,0% no volume das vendas a retalho. A Irlanda apresentou números iguais (-2,0%) e só a Eslovénia teve uma redução mais acentuada (-3,7%). Seguiu-se a Eslováquia (-1,3%).

As maiores evoluções mensais registaram-se na Áustria (+3,9%), Malta (+1,7%) e Polónia (+1,4%).

Recomendadas

Adjudicados últimos seis lotes do concurso para fornecimento de serviços à rede SIRESP

O concurso para fornecimento de serviços à rede de emergência SIRESP foi concluído na segunda-feira, antes do prazo, com a adjudicação dos restantes seis lotes, anunciou hoje a empresa que gere o sistema.

Há um “caminho longo” a percorrer no envelhecimento ativo, diz a ministra da Coesão Territorial

“Sabemos hoje mais sobre as maleitas dos mais velhos e sabemos como as evitar”, sublinhou Ana Abrunhosa, reiterando que “todos queremos envelhecer com qualidade”.

Apoio às famílias pode mitigar desaceleração da economia, prevê Fórum para a Competitividade

O pacote de apoios preparado pelo Governo como resposta à inflação pode mitigar a desaceleração da economia, mas o próximo ano apresenta-se repleto de riscos de desafios. Salários reais devem voltar a cair, prevê o Fórum para a Competitividade.
Comentários