Comércio a retalho caiu 2,7% na zona euro e 2,4% na UE em outubro

Em Portugal registou-se um crescimento de 1,2% no que respeita ao volume do comércio a retalho, em outubro, face ao mesmo mês do ano passado, de acordo com os dados do Eurostat.

O volume do comércio a retalho ajustado caiu 2,7% na zona euro e 2,4% na União Europeia (UE) em outubro, comparativamente com o período homólogo. Face ao mês de setembro de 2022, registaram-se decréscimos de 1,8% e 1,7%, respetivamente, (depois de aumentos de 0,8% tanto na zona Euro como na UE em setembro), de acordo com os dados do Eurostat.

Na zona euro, em outubro de 2022, em comparação com o mesmo mês do ano passado, registou-se, no volume do comércio a retalho, um decréscimo de 3,9% em comida, bebida e tabaco e de 2,6% em produtos não alimentares. Em sentido contrário, nos combustíveis automóveis existiu um aumento de 2,5%. Na UE, no mesmo período, o volume caiu 3,6% em comida, bebida e tabaco e -2,6% em produtos não alimentares, enquanto cresceu 3,3% nos combustíveis para automóveis.

Em Portugal registou-se um crescimento de 1,2% no que respeita ao volume do comércio a retalho, em outubro, face ao mesmo mês do ano passado. Entre os Estados-membros para os quais existem dados disponíveis, as maiores subidas no mesmo período ocorreram na Eslovénia (8,5%), Malta (-6,4%) e Bélgica (-5,7%). Em sentido contrário, as maiores quedas foram registadas na Dinamarca (-9,5%), Suécia (-6,4%) e Bélgica (-5,7%).

Na zona euro, comparando o mês de outubro com o de setembro, observou-se, no volume do comércio a retalho, uma queda de 2,1% nos produtos não alimentares e de -1,5% na comida, bebida e tabaco, ao passo que subiu 0,3% nos combustíveis para automóveis. Na UE, durante o mesmo período, verificaram-se quedas de -2,1% nos produtos não alimentares e de -1,3% em comida, bebida e tabaco, enquanto nos combustíveis cresceu 0,3%.

Olhando para os valores registados em outubro e comparando-os aos de setembro, Portugal registou uma das maiores subidas, a par de Chipre e Malta (todos 0,5%), só ultrapassados pelo Luxemburgo (2,6%). As maiores reduções tiveram lugar na Áustria (-4,6%), Croácia (-4,0%) e Bélgica (-3,3%).

Recomendadas

Ligações ferroviárias de Lisboa a Corunha e Madrid entre projetos apoiados pela UE

O executivo comunitário anunciou hoje que escolheu 10 projetos-piloto que apoiará para estabelecer novos serviços ferroviários ou melhorar os já existentes, apontando que, no seu conjunto, “irão melhorar as ligações ferroviárias transfronteiriças em toda a União Europeia, tornando-as mais rápidas, mais frequentes e mais acessíveis”.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.

“Temos o melhor pipeline de sempre em oportunidades de negócio”, salienta CEO da Webhelp Portugal

O crescimento desta empresa que proporciona serviços de apoio ao cliente, permite aumentar o investimento e criar ainda mais postos de trabalho, de acordo com Carlos Moreira, o administrador da Webhelp em Portugal, no podcast “JE Entrevista”.
Comentários