Comissão apela a que a sustentabilidade ambiental esteja no centro dos sistemas de educação e formação

O objetivo da proposta da Comissão Europeia é ajudar os Estados-Membros, as escolas, as instituições de ensino superior, as organizações não governamentais e todos os prestadores de ensino a dotar os alunos de conhecimentos e competências em matéria de sustentabilidade,

A Comissão Europeia pediu que a sustentabilidade ambiental esteja no centro dos sistemas de educação e formação da União Europeia.

Em comunicado a Comissão explica que “publicou hoje uma proposta de recomendação do Conselho sobre a aprendizagem para a sustentabilidade ambiental”.

“O objetivo da proposta é ajudar os Estados-Membros, as escolas, as instituições de ensino superior, as organizações não governamentais e todos os prestadores de ensino a dotar os alunos de conhecimentos e competências em matéria de sustentabilidade, alterações climáticas e ambiente”, diz a comissão.

A proposta da Comissão convida “os Estados-Membros a proporcionarem aos aprendentes de todas as idades o acesso a uma educação e formação inclusivas e de elevada qualidade sobre as alterações climáticas, a biodiversidade e a sustentabilidade”.

Além da recomendação foi ainda disponibilizado um novo Quadro Europeu de Competências para o Desenvolvimento Sustentável, publicado pelo Centro Comum de Investigação, onde estão identificadas “as competências necessárias para a transição ecológica, incluindo o espírito crítico e de iniciativa, o respeito pela natureza e a compreensão do impacto das ações e decisões quotidianas no ambiente e no clima mundial”.

Recomendadas

Sismos. São Jorge sem eventos sentidos desde quinta-feira

O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) não regista sismos sentidos pela população na ilha de São Jorge desde quinta-feira.

Ministério do Ambiente anuncia mais de três mil fiscalizações em 2021

As entidades que integram o Plano Nacional de Fiscalização e Inspeção Ambiental (PNFIA) realizaram 3.086 ações de fiscalização/inspeção a operadores e empresas em 2021, tendo sido levantados um total 541 autos de notícia, o que corresponde a 17,53% das situações verificadas.

PAN propõe plástico zero nos supermercados até 2026

A legislação atual determina que, a partir do dia 1 de junho de 2023, todos os estabelecimentos comerciais que vendem pão, fruta e legumes vão ficar impedidos de vender sacos de plástico ultraleves.
Comentários