Comissão Europeia fecha contrato com Novavax para 100 milhões de doses de vacinas (com áudio)

“Reforça ainda mais o nosso vasto portefólio de vacinas, em benefício dos europeus e dos nossos parceiros em todo o mundo”, disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen sobre o acordo com a farmacêutica norte-americana.

Dadu Ruvic/Reuters

A Comissão Europeia aprovou esta quarta-feira o seu sético acordo de compra avança com a empresa farmacêutica Novavax, de forma a assegurar vacinas para o quarto trimestre de 2021 e para o início de 2022, anunciou a entidade europeia em comunicado.

Os Estados-membros vão poder adquirir até 100 milhões de doses da vacina produzida pela Novavax, quando for aprovada pela Agência Europeia de Medicamentos, com uma opção para 100 milhões de doses adicionais ao longo de 2021, 2022 e 2023. Os estados-membros podem também doar vacinas a países com baixo rendimento ou enviar a outros países europeus com mais necessidade.

“À medida que novas variantes do coronavírus se espalham pela Europa e pelo mundo, este novo contrato com uma empresa que já está a testar com sucesso a sua vacina contra estas variantes é uma salvaguarda adicional para a proteção da nossa população. Reforça ainda mais o nosso vasto portefólio de vacinas, em benefício dos europeus e dos nossos parceiros em todo o mundo”, disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em comunicado.

Este novo contrato complementa o portefólio de vacinas, no qual constam fármacos da AstraZeneca, Sanofi-GSK, Janssen Pharmaceutica (grupo Johnson & Jonhson), BioNTech/Pfizer, CureVac, Moderna e Valneva.

“As vacinas na União Europeia estão a avançar e estamos mais próximos do nosso objetivo de ter 70% de cidadãos totalmente vacinados até ao final do verão”, apontou Stella Kyriakides, comissária para a Saúde e Segurança Alimentar. “Continuaremos a trabalhar incansavelmente para assegurar que as nossas vacinas continuam a chegar aos cidadãos na Europa e em todo o mundo, para pôr fim à pandemia o mais rapidamente possível”, continuou.

Recomendadas

Assista esta quinta-feira à JE Talks: Economia Circular (com áudio)

A partir das 15h00, na JE TV, não perca a JE Talks: Economia Circular, onde nos vamos debruçar sobre os principais desafios que as empresas e o país enfrentam à implementação deste modelo.

Covid-19. Mais de 39 mil reações adversas em quase 28 milhões de vacinas administradas

“Até 31 de dezembro de 2022, registaram-se um total de 39.135 notificações de casos de suspeita de RAM” na sequência das quase 28 milhões de doses administradas desde o início da vacinação, refere o documento, o último que a Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) publica de forma regular sobre a segurança das vacinas contra o vírus SARS-CoV-2.

PremiumIdade da reforma deverá voltar a subir, depois do impacto da covid-19

A pandemia provocou um recuo inédito da idade da reforma em Portugal, mas esta deverá voltar a crescer, nos próximos anos, à medida que se atenuam os efeitos da covid na esperança de vida.
Comentários