Como é que os RH podem tirar partido do mundo digital?

O mundo digital está a mudar as organizações de forma transversal, tendo essa tendência vindo a acentuar-se nos últimos tempos.

Os Recursos Humanos são uma das áreas críticas neste processo, não só pela sua importância na gestão global de processos de transformação, como também pela forma como vão ser diretamente impactados.

A mobilidade e velocidade de acesso a informação, as novas formas de interação entre colaboradores e empresa através do uso de sistemas na Cloud e de Chatbots, a automatização de processos através da robótica e automação de processos (RPA) ou os novos paradigmas de aprendizagem através do Digital Learning, são temas que fazem parte da mudança digital que vão afetar as áreas de gestão de pessoas e as empresas como um todo.

Um destes exemplos passa pela necessidade da mobilidade da informação, ou seja, cada vez existe maior necessidade de aceder à informação de qualquer lugar, seja o escritório, o sofá de casa ou durante uma viagem de negócios. Outro exemplo passa pela necessidade de aceleração e fácil gestão de processos. Ou então a necessidade de tirar partido de toda informação em tempo real e agir imediatamente sobre a mesma. Tudo isto é possível através da implementação de sistemas na Cloud, tendo sempre em conta todas as necessidades e especificidades de negócio de cada empresa.

Os Chatbots e RPA são temas que também fazem parte desta mudança digital. O primeiro pode ajudar a obter respostas de forma clara e imediata. Podemos pensar num Chatbot como um assistente virtual que está disponível no nosso dispositivo de preferência e que pode ajudar os colaboradores a responder questões como: “Quantos dias de férias ainda tenho por usufruir?” e “Mostra-me o meu último recibo de vencimento” ou então na ajuda da execução de tarefas tais como: “Marca-me uma sala para a reunião de hoje das 15.30”.

Já o RPA tem como principal objetivo a automatização de processos. Na área de RH, 60% do tempo é alocado a tarefas repetitivas, sem necessidade de julgamento humano e com pouco valor acrescentado. O RPA permite um foco das funções de gestão de pessoas nas atividades de maior valor acrescentado por oposição ao carregamento de informação, validação de informação, envio de e-mails standard ou outras atividades.

A mudança digital é um processo que, de forma genérica, vai de encontro à realidade, necessidade e exigências dos dias de hoje, pelo que é inevitável e vai acontecer de forma rápida.

Se tem interesse em receber comunicação da EY Portugal (Convites, Newsletters, Estudos, etc), por favor Clique aqui

Recomendadas

A adoção de cloud nas organizações

A adoção de cloud é vital para a transformação digital, adotando tecnologias disruptivas e otimizando as organizações.

O arquivo eletrónico e a desmaterialização de faturas e documentos

Os requisitos técnicos e legais referentes à desmaterialização de faturas e demais documentos fiscalmente relevantes, e de constituição do arquivo eletrónico, foram definidos com a publicação do Decreto-Lei n.º 28/2019, de 15 de fevereiro.

Reinventar o SNS

Colocam-se ao SNS desafios associados ao envelhecimento populacional, à maior prevalência de doenças crónicas, ao maior consumo de cuidados de saúde e à maior exigência dos utentes.
Comentários