Atentados em Paris. Como encontrar desaparecidos?

Na sequência dos ataques terroristas de sexta-feira à noite, em Paris, são vários os meios que estão a ser utilizados para procurar informação sobre as pessoas que se encontram desaparecidas. O ministério da administração interna francês disponibiliza uma plataforma na Internet e um número de telefone de informação para relatar desaparecimentos. Estes canais de emergência permitem a quem […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Na sequência dos ataques terroristas de sexta-feira à noite, em Paris, são vários os meios que estão a ser utilizados para procurar informação sobre as pessoas que se encontram desaparecidas.

O ministério da administração interna francês disponibiliza uma plataforma na Internet e um número de telefone de informação para relatar desaparecimentos. Estes canais de emergência permitem a quem procura e a quem está perdido localizar e certificar-se da saúde e segurança dos seus entes queridos.

como encontrar desaparecidos após ataque terrorista em paris

Após os atentados, o acesso a estes dois canais poderá eventualmente estar sobrecarregado, sendo no entanto canais importantes para pôr em contacto feridos, famílias de vítimas, pessoas desaparecidas ou procuradas ou para dar e/ou receber informação relevante.

Como encontrar desaparecidos:

Número de informação e de assistência às vítimas: 0800 40 60 05 (em França)
Número para localizar entes queridos: +33 (0)1 40 27 40 27
Número especial para turistas: +33 (0) 1 45 55 80 00 (dentro ou fora de França)
Para dar informações que possam ajudar a investigação: 197 (número verde, a partir de França) ou em https://www.securite.interieur.gouv.fr/ (site sobrecarregado)
rádio 107.1 FM (em Paris) está a transmitir informação relevante
A página de Facebook na qual o concerto de Bataclan estava a ser divulgado está a servir para a troca de informações.
Site de Paris: http://www.paris.fr/actualites/fusillade-a-paris-3079
Consulado de Portugal em Paris: +33 (0) 1 56 33 81 00https://www.facebook.com/ConsuladoGeralPortugalParis
Utilize o hashtag #RechercheParis

As redes sociais estão a ter um papel relevante para pôr em contacto pessoas que estão desencontradas desde sexta-feira à noite.

O Facebook ativou o sistema para que, com apenas um clique, os contactos de cada utilizador possam ser alertados de que estão em segurança.

Vous allez bien? Il semble que vous soyez dans la zone touchée par Attaques terroristes à Paris. Informez vos amis que vous êtes en sécurité“. (Aparentemente está na área afetada pelos ataques terroristas em Paris. Diga a seus amigos que está seguro), diz o serviço.

O Facebok chama a esta funcionalidade Safety Check. Quem está na região de Paris e acede ao Facebook recebe esta notificação na aplicação móvel ou no browser do seus computador no momento que acede à rede social. Quando os utilizadores clicam nesse link informam todos os amigos em simultâneo de que estão bem.

O recurso foi lançado em outubro de 2014 para notificar familiares e amigos durante catástrofes naturais. Surge apenas nas páginas daqueles serviço de geolocalização do Facebook indentifica como estando numa área potencialmente afetada. Até agora o Safety Check era “apenas utilizado em desastres naturais”, explica Mark Zuckerberg, CEO da empresa na sua página no Facebook. “Mudámos e planeamos ativar o Safety Check também na sequência de desastres provocados por ação humana”, explica Zuckerberg. 

como encontrar desaparecidos em Paris após ataque terrorista de 13 de novembro

Nos sites do jornal Le Monde e da RTL França encontra mais informações úteis sobre estes e outros de emergência e ainda sobre os centros de apoio médico e psicológico criados para as vítimas e familiares e para pessoas que necessitem de apoio (Que tenham estado, por exemplo, nos locais dos atentados).

Se estiver na região e pretender dar sangue poderá entrar em contacto como o número +33 (0) 1 55 93 95 00.

Até ao momento está confirmada pelas autoridades francesas a morte de 129 pessoas (incluindo um português e uma lusodescendente). O número de feridos registados é agora de 352, sendo que 99 se encontram em estado grave.

Segundo a BBC, o governo francês declarou estado nacional de emergência e fechou as fronteiras. Voos e comboios estão no entanto a funcionar. O ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, autorizou o toque de recolher obrigatório, caso considerado necessário pelas autoridades.

OJE

[Artigo em atualização com mais contactos]

Recomendadas

Cimeira da NATO: o Ártico é a próxima fronteira

A entrada da Suécia e da Finlândia na NATO, um dos temas centrais da agenda da cimeira da Roménia, transforma o Ártico numa nova zona de conflito potencial. A Rússia lembrou esse perigo, que Jens Stoltenberg conhece bem.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Morreu Jiang Zemin, ex-presidente e um dos construtores da China moderna

Foi um dos obreiros do crescimento económico da China e pretendeu construir um relacionamento estável com os Estados Unidos. Queria uma China a “entrar no mundo”.