Como está a reputação dos bancos? Santander e BPI resistem, CGD em queda

A Caixa Geral de Depósitos, que o ano passado ocupava o lugar mais alto do pódio, este ano não está sequer no top3 dos bancos com melhor reputação.

A OnStrategy, em parceria com a Corporate Excellence Foundation, acaba de apresentar os resultados da reputação do seu estudo, o Global RepScore Pulse, que avalia mais de 300 marcas em Portugal. No setor dedicado à banca, o banco espanhol Santander Totta ocupa o primeiro lugar, com 63,73 pts., seguida do BPI (61,42 pts.) e do Millennium BCP (56,73 pts.).

O Global RepScore Pulse é um estudo anual da OnStrategy em parceria com o Corporate Excellence Foundation que avalia o posicionamento e os níveis emocional e racional de reputação das organizações e das marcas junto de vários stakeholders (publico em geral, empresários e diretores de empresas, jornalistas, líderes de opinião, professores universitários e analistas de mercado).

Desde 2008 em Portugal, o Global RepScore Pulse é desenvolvido anualmente em duas vagas (entre outubro e fevereiro, e entre maio e julho) e avalia o posicionamento e a reputação das marcas selecionadas espontaneamente; as marcas que passam o filtro da notoriedade espontânea são posteriormente auditadas qualitativa e quantitativamente em dimensões emocionais (posicionamento, admiração, confiança, preferência e recomendação) e em dimensões racionais (produtos e serviços, inovação e diferenciação, ambiente de trabalho e bem estar, cidadania e responsabilidade social, performance de negócio e financeira, governo e ética, liderança e visão).

Em Portugal estão mapeadas mais de 300 organizações e marcas selecionadas por um painel de mais de 40 mil cidadãos que avalia as mesmas de acordo com a tabela de excelência.

“No que respeita ao sector da banca, temos assistido a grandes alterações e se era verdade que os clientes (privados e empresariais) do sector associavam até há poucos anos atrás uma enorme importância reputacional às dimensões de “produto e serviço” e “inovação e diferenciação”, a verdade é que as constantes crises vividas, em particular a crise do BES, veio alterar este cenário e, atualmente, os stakeholders preocupam-se com as dimensões de “governo e ética” e “visão e liderança”.

Nesta convulsão de perceções, o destaque reside nas marcas Santander Totta e BPI que, não só resistiram ao efeito contaminador do sector como registaram crescimento e reforço dos seus índices reputacionais, em particular nestas dimensões com maior peso”, refere Pedro Tavares, Partner e CEO da OnStrategy, acrescentando ainda que “há que notar que a Caixa Geral de Depósitos, que o ano passado ocupava o lugar mais alto do pódio, este ano não está sequer no top3 dos bancos com melhor reputação”.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.

Corte das novas pensões antecipadas recua para 13,83% em 2023

As pensões antecipadas que vierem a ser iniciadas no próximo ano vão sofrer cortes menores do que este ano. Redução da esperança média de vida aos 65 anos causada pela pandemia explica esta evolução.

Sentimento económico na UE e zona euro aumentou pela primeira vez desde fevereiro

Por sua vez, o indicador de expectativas de emprego (EEI) aumentou (+1,4 pontos para 106,3 na UE e +2,0 pontos para 107,4 na área do euro) em novembro.
Comentários