Companhia aérea portuguesa retira trabalhadores da Mota-Engil de Maputo para Lisboa

O voo destina-se ao transporte para Lisboa dos trabalhadores da empresa portuguesa Mota-Engil que se encontram deslocados em trabalho em Maputo – Moçambique, para que passem o Natal em Portugal e não dispensa a quarentena decretada. Entretanto o Governo já revelou que vai retomar os voos comerciais com Moçambique.

A companhia aérea portuguesa euroAtlantic airways, em parceria com a TravelStore, vai realizar esta sexta-feira, dia 10 de Dezembro, o transporte para Lisboa dos trabalhadores da empresa portuguesa Mota-Engil que se encontram deslocados em trabalho em Maputo – Moçambique, para que passem o Natal com os seus familiares.

“Este voo particular foi autorizado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, nos termos do n.º 2, do Despacho n.º 11740-E/2021, de 26 de novembro de 2021, que suspende os voos de e para Moçambique, mas com determinadas exceções, entre as quais apenas se podem realizar os voos de natureza humanitária para efeito de repatriamento, como é o caso deste voo da euroAtlantic airways (EAA)”, refere a companhia.

Segundo um comunicado da companhia aérea, o horário de saída do voo YU664 será às 21h30 (hora local), com chegada prevista às 06h15 (hora local). À chegada ao aeroporto de Lisboa, os passageiros serão recebidos por equipas de saúde especializadas para a realização de um teste PCR.

Mesmo que o resultado seja negativo, os passageiros estão obrigados a cumprir quarentena de 14 dias, por causa da nova variante Ómicron detetada inicialmente na África do Sul.

Esta ligação especial acontece após os voos entre Portugal e Moçambique estarem suspensos por ordem do Governo, “após ter sido identificada uma nova variante que inspira preocupação em vários países da África Austral e em Angola”.

Esta decisão surge no seguimento das preocupações e medidas de contenção na União Europeia, suscitadas pela deteção de uma nova variante, na África do Sul, potencialmente mais infeciosa, que a Organização Mundial de Saúde (OMS) denominou Ómicron. Para além da suspensão de voos, quem chega da África do Sul, Botsuana, Essuatíni, Lesoto, Namíbia e Zimbabué fica obrigado a cumprir igualmente uma quarentena de 14 dias.

Entretanto, hoje, em declarações à RTP3, o Ministro dos Negócios Estrangeiros revelou que Portugal vai retomar os voos comerciais com Moçambique, mantendo a regra que os passageiros terão de realizar dois testes à Covid-19 e ficar em quarentena na chegada.

“Vamos retomar os voos comerciais. Suspendemos os voos com Moçambique para que as autoridades sanitárias tivessem tempo de estudar a nova variante”, disse Augusto Santos Silva.

Recomendadas

BNA levanta suspensão da participação no mercado cambial imposta ao Finibanco Angola

O Finibanco Angola tinha sido suspenso de participar no mercado cambial, por um período de 45 dias, pelo Banco Nacional de Angola (BNA), depois de o supervisor bancário angolano detectar incumprimentos durante uma inspecção pontual, em meados de agosto.

“Café com o CEO”. Assista à conversa com o Dr. Luís Teles, em direto a partir de Luanda

“Café com o CEO” é uma iniciativa promovida pela empresa angolana E.J.M, fundada por Edivaldo Machado em 2012, que procura dar a conhecer os líderes que estão a dar cartas em Angola e outros países da Lusofonia. Assista à sessão em direto de Luanda, capital angolana.

Rogério Carapuça: “Há que estar entre os primeiros, não ser o primeiro dos últimos”

O presidente da APDC considera que o desenvolvimento do sector das TIC se dá a um ritmo saudável apesar dos obstáculos concretos que ainda impedem o país de estar entre os melhores classificados. A capacitação e qualificação das pessoas e das empresas são desafios no topo da agenda, mas a simplificação é palavra de ordem para abandonar o paradigma da burocracia que assombra os serviços públicos, alerta Rogério Carapuça.
Comentários