Comparadora de seguros HelloSafe recebe mais quatro milhões para expandir em Portugal

“Este financiamento irá apoiar a nossa ambição de nos tornarmos a plataforma internacional número um em Portugal para comparar produtos financeiros e de seguros”, diz Oleksiy Lysogub, cofundador da empresa canadiana. ‘Insurtech’ vai contratar 40 pessoas.

A insurtech canadiana HelloSafe – que desenvolveu uma solução digital de comparação para seguros, investimento, poupança e produtos de crédito destinada a pessoas e empresas – fechou recentemente uma ronda de investimento seed (inicial) no valor de 4,2 milhões de dólares (cerca de 3,8 milhões de euros) liderada pelas sociedades de capital de risco OneRagtime e Kima Ventures.

A empresa com sede em Montréal pretende, com este montante, reforçar as suas equipas em vários departamentos, melhorar a experiência do utilizador e lançar novos produtos em Portugal. Atualmente com 50 trabalhadores, a HelloSafe prevê recrutar, pelo menos, mais 40 pessoas para as áreas técnicas e de marketing e vendas até ao final de 2023.

“Com uma audiência de vários milhões de visitantes por ano, este financiamento irá apoiar a nossa ambição de nos tornarmos a plataforma internacional número um em Portugal para comparar produtos financeiros e de seguros. Com a nossa tecnologia exclusiva e a nossa crescente rede de parceiros, queremos estabelecer-nos rapidamente como a plataforma que permite aos consumidores tirar o máximo aproveitamento do seu dinheiro”, afirmou o cofundador e diretor de Tecnologia da HelloSafe, Oleksiy Lysogub.

Desde 2021, as ferramentas de comparação da HelloSafe – que são cerca de 50 entre comparadores de seguros, crédito, investimento, criptomoedas, serviços de transferência de dinheiro ou cartões de crédito – já foram utilizadas por mais de 7,5 milhões de pessoas a nível mundial. A meta é multiplicar por dez o número de utilizadores em dois anos.

Para a cofundadora e CEO, Stéphanie Hospital, a empresa fundada pela dupla de empreendedores em 2020 “tem uma proposta de valor inovadora e transparente”. “A startup conseguiu a proeza de maximizar a produção de ferramentas de comparação com altíssimo valor agregado, limitando seus custos de desenvolvimento”, refere, acrescentando que “o coach HelloSafe, baseado em algoritmos de Inteligência Artificial, “irá revolucionar a forma como as pessoas são aconselhadas antes de escolherem um produto financeiro”.

Recomendadas

Declaração anual de rendas passa a ser entregue apenas por via eletrónica

A declaração anual de rendas, apresentada pelos senhorios que não passam recibos eletrónicos, vai deixar de poder ser entregue em papel, passando a ser entregue apenas por via eletrónica, segundo um despacho agora publicado.

Contrair dívidas para pagar outras dívidas é boa ideia? Saiba aqui

O primeiro passo para organizar a sua vida financeira é constituir um Fundo de Emergência. Se ainda não tem comece já a constituir o seu, equivalente a, pelo menos, entre três a seis meses de ordenado, aplicando-o num produto mobilizável a curto prazo.

“O fundo de emergência deve ser sempre o primeiro patamar de poupança e devemos começar a constituí-lo o quanto antes”, diz Bárbara Barroso

“O fundo de emergência deve ser sempre o primeiro patamar de poupança e devemos começar a constituí-lo o quanto antes. Depois disso, podemos pensar em passar para outro patamar e começar, por exemplo, a investir as poupanças”, considerou a CEO da MoneyLab na Conferência “Poupar e Investir para um Futuro Melhor”.
Comentários