Compras: Há mais vontade de gastar do que de poupar

Observador Cetelem divulga estudo sobre as intenções de consumo neste Natal. Os consumidores entre os 25 e os 34 anos são os que revelam maior vontade de aumentar despesas.

Na época festiva que se avizinha, os portugueses demonstram uma maior intenção de aumentar as despesas (33%) do que as poupanças (30%). O Observador Cetelem, que analisou o consumo e as intenções de compra dos portugueses, conclui que o saldo entre poupanças e despesas é de menos 3%, um valor próximo ao cenário de 2015 (menos 2%).

Considerando apenas as intenções de poupança, a faixa etária que mais tenciona poupar é a que se encontra entre os 35 e os 44 anos: 34% planeiam aumentar as suas economias.

Já os indivíduos mais velhos, entre os 55 e os 65 anos, são os que menos tencionam poupar (20%). São também o grupo que, tendo em conta somente as intenções de despesa, menos pensa aumentar os seus gastos (18%).

Os consumidores entre os 25 e os 34 anos são os que revelam maior vontade de aumentar despesas (39%).

Por outro lado, analisando o balanço entre intenções de poupança e despesa, é possível concluir que os indivíduos entre os 45 e os 54 anos apresentam o saldo mais negativo (menos 7%), revelando o maior desequilíbrio entre a intenção de poupar (31%) e de gastar (38%). Na posição inversa, os grupos que apresentam um saldo positivo entre poupanças e despesas são os indivíduos entre os 35 e os 44 anos (2%) e entre os 55 e os 65 anos (3%).

Geograficamente, o sul destaca-se por ser a região onde mais se pretende poupar (43%) e, também, onde mais se pretende gastar (36%).

O estudo, desenvolvido em colaboração com a Nielsen, revela ainda que as categorias com maior intenção de compra para os próximos meses são lazer/viagens (14%) e telemóvel/smartphone (13%), seguidas por eletrodomésticos (9%), obras de remodelação/decoração (6%), computador pessoal (6%) e mobiliário (6%).

Curiosamente, e ao contrário da maioria das faixas etárias, no caso dos indivíduos entre os 45 e os 54 anos são os eletrodomésticos que dominam as intenções de compra para os próximos meses (14%).

Recomendadas

Energia. Ligações entre Península Ibérica e França vão a cimeira em Alicante na sexta-feira

Em 20 de outubro, Portugal, França e Espanha alcançaram um acordo para acelerar as interconexões energéticas entre os três países, um “Corredor de Energia Verde”, com uma ligação por mar entre Barcelona e Marselha (BarMar) e outra, terrestre, entre Celorico da Beira e Zamora (CelZa).

Tribunal de Contas só recusa visto a 1% dos contratos em fiscalização prévia

“Recebemos para fiscalização prévia cerca de 2.000 a 4.000 contratos por ano só para fiscalização prévia, que são os contratos com valores superiores a 750 mil euros. Desse montante, apenas a uma percentagem muito reduzida é que o Tribunal de Contas recusa o visto: cerca de 1%. Aqui está a força dissuasora da função de fiscalização prévia”, explicou.

Portugal sobe duas posições no Ranking Mundial de Talento e é agora o 24.º mais competitivo

Portugal melhora sobretudo na Investigação & Desenvolvimento e na Preparação. O podium mundial é liderado pela Suíça, Suécia e Islândia, as três economias mais competitivas em talento a nível mundial entre os 63 países analisados pela escola de negócios IMD.
Comentários