Portugueses gastam 3 mil milhões de euros online

Cada português gastou em média perto de 1000 euros  em compras de bens e serviços através da Internet. Os dados são da mais recente edição do estudo ACEPI/IDC Economia Digital em Portugal 2009-2020, divulgado esta semana pela ACEPI – Associação da Economia Digital, durante o eShow Portugal. O estudo contou com o apoio da DNS.pt e foi realizado pela […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Cada português gastou em média perto de 1000 euros  em compras de bens e serviços através da Internet. Os dados são da mais recente edição do estudo ACEPI/IDC Economia Digital em Portugal 2009-2020, divulgado esta semana pela ACEPI – Associação da Economia Digital, durante o eShow Portugal.

O estudo contou com o apoio da DNS.pt e foi realizado pela IDC Portugal. 650 internautas de Portugal e 467 organizações portuguesas com presença na Internet foram inquiridas durante o mês de julho de 2015.

O documento actualiza os dados do estudo de 2014, o qual teve como base o Framework metodológico da IDC, onde são congregadas diversas fontes de informação de forma a possibilitar uma visão integrada da Economia Digital em Portugal.

Como habitualmente os dados são divulgados na Portugal Internet Week, que este ano decorreu entre 21 e 25 de outubro e que culmina esta sexta-feira com o Dia das Compras na Net.

 

E é este o estado da Economia Digital em Portugal:

. Em 2020, 85% da população portuguesas será utilizador de Internet e metade vai comprar online.

. Hoje, mais de 70% Da população portuguesa utiliza a Internet (A título de comparação 38% da população mundial utiliza Internet);

. 40% dos utilizadores de Internet portugueses compram hoje online:

ACEPi__previsoes

. Os consumidores portugueses (cerca de 3 milhões) compraram bens e serviços no valor de 2,9 mil milhões de euros. Aproximadamente 1000 euros cada um, em média. Este volume de negócios deverá aproximar-se dos 5,4 mil milhões de euros dentro de cinto anos;

. Os negócios online entre empresas e das empresas com a Administração Pública mais que duplicaram nos últimos cinco anos para 45 mil milhões de euros. Deverá manter a tendência de crescimento, alcançando os 80 mil milhões de euros em 2020;

. Mais de 65% dos dispositivos de acesso à Net adquiridos em 2014 foram smartphones. E 42% dos utilizadores utiliza este tipo de equipamento para comprar online;

. Equipamentos móveis, alojamento, roupa e bilhetes, quer para transportes, quer para espetáculos, estão entre os bens e serviços que os internautas mais compram:

ACEPi_tipodecompras

. 72% dos portugueses compram em sites estrangeiros;

. Na hora de pagar a referência Multibanco é o método preferido dos portugueses;

. Apenas 32% das empresas portuguesas tem presença na Internet. A percentagem de negócios com lojas online é ainda mais reduzida (10%).

Mafalda Simões Monteiro/OJE

Recomendadas

Spotify lança podcasts em vídeo a nível global

The Big Ones destaca semanalmente as inovações e movimentos estratégicos das empresas que lideram a nova economia.

“2023 será um ano de crescimento nos mercados externos”

O Grupo VAA tem como objetivo globalizar as suas duas marcas principais, Vista Alegre e Bordallo Pinheiro, e identificou sete mercados estratégicos onde está a apostar, explica Nuno Barra.

“Empresas arriscam sozinhas a entrada em mercados pela fraca dinamização e falta de apoio”

Mais de mil empresas participaram no Portugal Exportador no dia 23, orientado para a estratégia de internacionalização.