Compras na Web Summit cresceram 40% para 84 mil, revela SIBS

Os dados revelados pela empresa liderada por Madalena Cascais Tomé dão ainda conta que aumentou a presença de estrangeiros face ao ano anterior. Os portugueses representaram 19,9% das operações, e as restantes nacionalidades 80,1%, revela a gestora da rede multibanco e da app MB Way.

Stephen McCarthy / Web Summit

A SIBS revelou hoje que foram contabilizadas 84.000 compras no recinto da Web Summit, que decorreu em Lisboa na semana passada, o que traduz um aumento de 40% face ao ano anterior, com um consumo médio de 12,25 euros (mais 20% que na Web Summit de 2021).

Os dados revelados pela empresa liderada por Madalena Cascais Tomé dão ainda conta que aumentou a presença de estrangeiros face ao ano anterior. Os portugueses representaram 19,9% das operações, e as restantes nacionalidades 80,1%, revela a gestora da rede multibanco e da app MB Way.

De acordo com a SIBS, que em 2021 assinou uma parceria com a organização da Web Summit que se repetiu este ano, “estiveram presentes no recinto 120 nacionalidades diferentes. De entre os mais representados destaca-se o Reino Unido (10,5%), a Alemanha (7,8%), o Brasil (5,5%), os Estados Unidos da América (4,9%) e Ucrânia (4,3%). O país liderado por Volodymyr Zelensky caiu uma posição desde a edição de 2021.

Recorde-se que a SIBS disponibilizou aos visitantes do certame de tecnologia o pagamento com QR Code Express.

No que diz respeito às compras e levantamentos no distrito de Lisboa durante o tempo de permanência em Lisboa dos estrangeiros que visitaram a Web Summitt este ano, verificou-se um aumento de 24,9% no número de operações face à edição de 2021. Já o número de operações efetuadas por estrangeiros cresceu 48,1% em comparação com o ano anterior.

Por sector de atividade, 28,9% do total de compras, em Lisboa, foram efetuadas em supermercados, 25,9% dizem respeito a comidas e bebidas, e 4,9% representaram compras em gasolineiras.

A SIBS revelou ainda que 42% dos estrangeiros que visitaram a Web Summit ficaram em Lisboa no fim de semana seguinte, enquanto 17% passaram o fim de semana anterior ao evento no distrito.

As operações consideram compras eletrónicas e levantamentos, tendo a análise sido feita com base na atividade dos cartões da rede multibanco, ao passo que os dados referentes a estrangeiros se referem ao país de emissão de cartão, revela a Lusa.

Recomendadas

Inflação pode retirar competitividade às empresas portuguesas

Responsável da Fundação AIP considera que os custos nos transportes, aliados ao atual quadro político poderá levar a que esta não seja a melhor altura para o sector empresarial se expandir para os mercados mais longínquos. Investir na vertente digital é outro dos desafios.

Bancos sujeitos a coimas até 1,5 milhões se não aplicarem diploma do Governo para crédito à habitação

Está já em vigor, a partir deste sábado, o diploma que estabelece medidas destinadas a mitigar os efeitos do incremento dos indexantes de referência de contratos de crédito para aquisição ou construção de habitação própria permanente. Bancos têm 45 dias a partir de hoje para aplicar as medidas.

Ministra da Justiça diz que é preciso melhorar condições dos processos de recuperação de empresas

“A melhoria das condições de processos de recuperação [de empresas], sobretudo em períodos de insolvência e de dúvida, como o que atravessamos, é um desafio, mas um desafio que temos de concretizar”, afirmou Catarina Sarmento e Castro.
Comentários