Concurso para aceleradoras do comércio digital abre com 55 milhões de euros de investimento

Já foi lançado o aviso para a criação de aceleradoras de empresas no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência. Inscrições para associações empresariais abrem a 13 de maio e prologam-se até ao início de julho.

As candidaturas para criação e constituição de aceleradoras de empresas ligadas ao comércio digital vão abrir em meados de maio e prolongam-se até ao próximo dia 1 de julho. O aviso do IAPMEI, Portugal Digital e Direção-Geral das Atividades Económicas (DGAE) foi lançado, anunciou esta sexta-feira a estrutura encarregue de operacionalizar o Plano de Ação para a Transição Digital no país.

O investimento total é de 55 milhões de euros e insere-se no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Até 2025, está prevista a criação de 25 aceleradoras que vão conseguir apoiar, pelo menos, 30 mil micro e pequenas e médias empresas (PME) através de um acompanhamento personalizado para o crescimento, inovação ou adoção de novas tecnologias.

As inscrições destinam-se a consórcios de associações empresariais ou “similares”, que operem a nível regional/local em todo o país. O objetivo é que, depois, estas instituições estimulem a transição digital de empresas com atividade comercial. “Serão valorizados os projetos com maior abrangência territorial e capacidade de envolver os agentes locais”, adianta a Portugal Digital.

“As aceleradoras de comércio digital pretendem promover a maturidade digital das empresas dos setores do comércio e serviços de porta aberta ao consumidor e apoiá-las a enfrentarem os desafios inerentes à adoção de novas tecnologias. Através do apoio com recursos humanos, ferramentas e intermediação no acesso a serviços de transformação digital, as PME vão contar com o acompanhamento das aceleradoras no terreno e em proximidade”, detalha a entidade governamental.

Relacionadas

Empresas e startups já se podem candidatar aos 150 milhões do PRR para testarem produtos inovadores (com áudio)

Abriram esta quarta-feira as inscrições para o concurso da Rede Nacional de Test Beds, financiada pelo Plano de Recuperação e Resiliência. O apoio para a testagem de produtos e serviços pode ir até cerca de 7,5 milhões de euros por empresa.
Recomendadas

Santander Totta com aumento de capital de 135 milhões totalmente realizado

O Banco liderado por Pedro Castro e Almeida concluiu o aumento de capital que tinha sido aprovado a 4 de maio.

TAP. Ministro diz que não é tema polémico e defende aposta semelhante à da ferrovia

O ministro das Infraestruturas defendeu esta terça-feira, em Oeiras, que a TAP não é um tema polémico e defendeu uma aposta na aviação, semelhante à que foi realizada na ferrovia, com a participação dos setores público, privado e da academia.

CEO da Microsoft destaca plataforma para ajudar a Ucrânia criada por português

Satya Nadella diz que o “Ukraine Live Aid”, para prestar apoio aos refugiados ucranianos, foi um dos trabalhos “significativos” e “muito necessários” que feitos com as Power Pages da Microsoft.
Comentários