CONFAGRI faz frente ao Governo e recusa extinção das Direções Regionais de Agricultura

A medida levou inclusive a Confederação a solicitar uma audiência com o primeiro-ministro, “com a maior brevidade possível, onde irá expor a sua posição”.

A Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas (CONFAGRI) deixou claro, num comunicado emitido esta sexta-feira, que não aceita e não se revê na decisão de extinção das Direções Regionais de Agricultura (DRAP), aprovada na quinta-feira pelo Conselho de Ministros.

A medida levou inclusive a Confederação a solicitar uma audiência com o primeiro-ministro, “com a maior brevidade possível, onde irá expor a sua posição”.

“O modelo definido em Conselho de Ministros, e que dá início à transferência e partilha de competências de serviços regionais do Estado para as Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR), não vai ao encontro da identidade, especificidade e proximidade exigida pelos agricultores e pela agricultura em Portugal”, alega a estrutura na mesma nota, que manifesta “total apreensão e preocupação face às consequências que poderão advir de tal processo para o sector e para o espaço rural português”.

“A CONFAGRI defende um Ministério da Agricultura forte, credível e de proximidade junto dos agentes agrícolas e dos territórios rurais. Só assim será possível continuar a resolver os desafios que o sector atualmente enfrenta, mas também os desafios do futuro”, é ainda destacado no documento.

A Confederação agendou para o dia 13 de janeiro uma reunião do Conselho Geral, onde os dirigentes das organizações agrícolas de todo o país associadas da CONFAGRI irão discutir o assunto.

A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) também se manifestou contra a medida do Governo num comunicado emitido esta manhã.

“Esta é uma medida abusiva, absurda, antidemocrática e inaceitável que conta, e contará, com a oposição total, frontal e determinada da CAP”, acusa o organismo na mesma nota.

Recomendadas

EUA incluem Irão, grupo Wagner e talibãs na lista negra de liberdade religiosa

O Governo dos Estados Unidos anunciou hoje a sua ‘lista negra’ de países e organizações que atentam contra a liberdade religiosa, nela incluindo Cuba, China, Irão, Rússia, o grupo Wagner e os talibãs, entre outros.

Crise/Energia: Desconto no ISP reduz-se em dezembro com queda dos preços dos combustíveis

O Ministério das Finanças anunciou hoje que em dezembro há uma redução do desconto do ISP em 3,9 cêntimos por litro de gasóleo e em 2,4 cêntimos por litro de gasolina, tendo em conta a queda dos preços.

PremiumEmpresários pedem “velocidade” nos dossiers da economia e turismo

Confederações de empresários da indústria e de turismo agradecem aos secretários de Estado demissionários e esperam que os novos continuem o trabalho já realizado, concretizando planos anunciados.
Comentários