Confederação do sector agrícola alerta ministra para os altos custos do gasóleo para a agricultura

“A questão da energia e em especial os custos do gasóleo para a agricultura, constituíram a parte fulcral da reunião tendo a Ministra informado a Confederação que estão em preparação novas medidas estruturais para os combustíveis”, refere a CONFAGRI.

A CONFAGRI (Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal (Confagri) reuniu esta segunda-feira com a Ministra da Agricultura e Alimentação na sede da Confederação em Lisboa, com uma agenda que contemplava algumas das principais prioridades da agricultura portuguesa no atual momento de crise em que vivemos.

“Algumas matérias marcaram a reunião com incidência nas medidas excecionais da reserva de crises e nos apoios no âmbito do FEADER. No entanto, a questão da energia e em especial os custos do gasóleo para a agricultura, constituíram a parte fulcral da reunião tendo a Ministra informado a Confederação que estão em preparação novas medidas estruturais para os combustíveis”, refere a confederação.

0s atuais custos dos combustíveis, segundo o presidente da CONFAGRI, Idalino Leão, “estão a estrangular o complexo agroalimentar do nosso país e as medidas compensatórias até hoje tomadas, sendo positivas, não repercutem o extraordinário aumento de custos, tendo transmitido a sua profunda preocupação pela situação”.

A CONFAGRI foi informada que antes do Verão, Bruxelas deve aprovar o Plano Estratégico da PAC, que vem criando no setor fortes expetativas, revela a confederação.

 

Recomendadas

Produção de cereais no distrito de Beja muito afetada pela seca em “ano mau”

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Cooperativa Agrícola de Beja e Brinches (CABB), Fernando Rosário, reconheceu que este “foi um ano mau” para os cereais na área de influência da entidade, que abrange sobretudo os municípios alentejanos de Beja e Serpa.

“Se não houvesse estufas as pessoas não podiam comer vegetais frescos o ano todo”

Luís Mira, secretário-geral da CAP, traça um quadro de expectativa no sector agroflorestal em tempos de incerteza.

ONG ATUAR lidera grupo para promover agricultura familiar

Plano de Ação para a Década da Agricultura Familiar em Portugal (PADAF) resulta de um trabalho conjunto iniciado em 2021. Tem em vista, entre outras coisas, apoiar a descarbonização.
Comentários