Confeitaria de Mafra está a vender 6.500 pacotes de biscoitos por dia para Espanha

Fabricados em Portugal por esta confeitaria de Mafra, os biscoitos em causa são designado ‘lagartos’ e estão a ser vendidos em Espanha na Mercadona.

A Confeitaria Carlos Gonçalves já vende 6.500 pacotes diários de biscoitos em Espanha, atráves de cadeia de grande distribuição da Mercadona.

Fabricados em Portugal por esta confeitaria de Mafra, os biscoitos em causa são designado ‘lagartos’.

“Os ‘Lagartos’, biscoitos tipicamente portugueses, fabricados pela Confeitaria Carlos Gonçalves, são agora também vendidos nos supermercados da Mercadona em Espanha e estão a fazer sucesso entre os ‘Chefes’ (clientes), vendendo já mais de 6.500 unidades por dia”, revela um comunicado da Mercadona.

O mesmo comunicado acrescenta que a Mercadona “colocou à venda nos lineares dos seus supermercados em Espanha os Lagartos da sua marca própria Hacendado (…)”.

“A aposta nestes biscoitos, fabricados pela Confeitaria Carlos Gonçalves, localizada no concelho de Mafra, continua a revelar a forte aposta da Mercadona nos fornecedores nacionais, cuja qualidade é agora também reconhecida além-fronteiras”, concluem os responsáveis do grupo espanhol de distribuição.

 

Recomendadas

ALDI abre duas novas lojas em Vila Nova de Famalicão e na Lourinhã

O retalhista informa ainda sobre a oferta de um vale de cinco euros em loja ao longo da próxima quarta-feira, bem como uma planta de boas-vindas e saldos de abertura.

Uber Eats vai receber pedidos por voz na aplicação

“Queremos que as pessoas entrem na nossa aplicação durante todo o dia para vários produtos, ter serviço de canal de vendas para os parceiros e ser uma ferramenta de publicidade para eles”, disse o diretor da empresa ao JE.

Fundo dos CTT participa em investimento de 5,2 milhões da startup luso-americana Habit

O fundo de 5 milhões de euros TechTree, lançado pelo operador postal, investiu na ronda da Habit, depois de ter apostado nas empresas Kit-AR e na Sensefinity, ligadas à Realidade Aumentada e sensorização logística.
Comentários