Confirmado. Tarifa regulada da luz desce 2,6% a partir de julho

A descida foi hoje confirmada pelo regulador liderado por Pedro Verdelho.

A ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos confirmou hoje que a tarifas reguladas de eletricidade vão descer 2,6% a partir de 1 de julho para os clientes domésticos.

“Esta revisão excecional das tarifas em 2022, é fundamental para assegurar uma maior estabilidade tarifária face ao atual contexto de grande volatilidade dos mercados de energia e de nível de preços anormalmente elevados nos mercados grossistas de eletricidade”, segundo comunicado divulgado pela entidade liderada por Pedro Verdelho.

A medida vai permitir “mitigar os acréscimos na fatura dos consumidores, através de uma redução expressiva das tarifas de Acesso às Redes, que varia entre os – 68,4% em BTN e os -134,4% em MAT, entre 2022 e 2021”.

“Esta redução é justificada pela devolução antecipada aos consumidores de benefícios superiores aos inicialmente previstos no diferencial de custos com a produção em regime especial (PRE), com remuneração garantida, e com os Contratos de Aquisição de Energia (CAE), e bem como de receitas adicionais dos leilões de emissão de gases com efeito de estufa”, acrescenta o comunicado.

Recomendadas

JE promove debate sobre o valor económico da indústria farmacêutica (com áudio)

O Fórum da Indústria Farmacêutica realiza-se no Pestana Palace Lisboa Hotel, a partir das 9h15, e terá como tema central o valor económico da indústria farmacêutica. Será transmitido, em direto, através da plataforma JE TV, em www.jornaleconomico.pt.

Deloitte diz que reavaliação pedida por Novobanco aos Fundos de Reestruturação gerou perdas de 313 milhões em 2020

No documento da Deloitte, são reveladas as “perdas em fundos [de reestruturação] de 313 milhões de euros, resultantes essencialmente de um processo de reavaliação por entidade externa promovido pelo Novobanco, que resultou numa desvalorização média de cerca de 47% face ao Net Asset Value apresentado nas contas dos fundos” de reestruturação.

França e Espanha são os destinos de férias favoritos dos portugueses

Cá dentro, Funchal, Ponta Delgada, Lisboa e Porto são os locais preferidos, enquanto os períodos curtos de estadia são os mais escolhidos, de acordo com um levantamento feito pela agência de viagens eDreams, que também analisou dados sobre os turistas estrangeiros que fazem férias em Portugal.
Comentários