Congressista norte-americano morre de Covid-19 aos 41 anos

Republicano Luke Letlow iria representar um círculo do estado do Louisiana, mas não chegou a tomar posse, o que deveria acontecer no domingo. Torna-se o primeiro eleito para o Congresso a constar entre as quase 350 mil vítimas mortais da pandemia nos Estados Unidos.

Luke Letlow

O republicano Luke Letlow, de 41 anos, eleito para a Câmara dos Representantes pelo estado do Louisiana, morreu de Covid-19 nesta terça-feira. Tinha contraído a doença a meio de dezembro e encontrava-se internado desde então, poucos dias depois de ter garantido um lugar no Congresso, numa segunda volta disputada com um rival do mesmo partido.

Apesar de nem sequer ter chegado a tomar posse, o que iria acontecer neste domingo, 3 de janeiro, juntando-se a todos os restantes eleitos no início dos trabalhos da Câmara dos Representantes, Letlow estava longe de ser um novato no Capitólio. Era o chefe de gabinete do antigo congressista Ralph Abraham, que não se apresentou a votos nas eleições de 3 de novembro e “apadrinhou” a sua eleição no círculo rural do estado sulista, e antes disso também trabalhou com o ex-governador da Louisiana, Bobby Jindal, quando este estava em Washington.

Reagindo à notícia, o senador republicano da Louisiana Bill Cassidy, que também contraiu a doença numa fase inicial da pandemia, apelou a que todos tenham cuidado, pois “a Covid pode mesmo matar, embora não o faça à maioria das pessoas”.

Luke Letlow, que era casado e tinha dois filhos, não tinha nenhum problema de saúde que resultasse em risco acrescido de sucumbir à Covid-19. Tornou-se o primeiro eleito para o Congresso a constar entre as quase 350 mil vítimas mortais da pandemia nos Estados Unidos.

Relacionadas

Covid-19: EUA registam mais de três mil mortos e quase 250 mil casos em 24 horas

Os Estados Unidos registaram 3.223 mortos e 245.500 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

Congresso dos Estados Unidos ainda tem cinco incógnitas um mês depois das eleições

Dois lugares no Senado serão decididos numa segunda volta, marcada para 5 de janeiro, enquanto a Câmara dos Representantes aguarda por um duelo entre dois republicanos e pelas batalhas judiciais que devem ser travadas por dois candidatos democratas que ficaram a um punhado de votos das vencedoras. Elevado número de boletins enviados pelo correio atrasou escrutínio sobretudo nos estados da Califórnia e de Nova Iorque.
Recomendadas

Isolamento deixa de ser obrigatório para infetados com Covid-19

O Ministério da Saúde também aponta que os testes a covid-19 deixam de ser prescritos via SNS 24

Covid-19: Mortalidade e internamentos estáveis, infeções com tendência crescente

A mortalidade e as hospitalizações por covid-19 continuam em níveis estáveis em Portugal, mas o país regista uma tendência crescente de novos casos de infeção, indica o relatório sobre a evolução da pandemia hoje divulgado.

Portugal registou 19.703 mil casos e 41 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções e mais quatro óbitos em comparação à semana anterior.
Comentários